Pequenos agricultores de Santa Luzia do Pará são beneficiados com projetos de crédito

O valor total dos projetos ultrapassa R$ 350 mil e serão financiados pelo Banco da Amazônia

14/07/2020 11h16
Por Rodrigo Reis (EMATER)

O escritório local da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Pará (Emater) em Santa Luzia do Pará, na região nordeste, elaborou e internalizou 54 projetos de crédito por meio do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) – linha “B” e um projeto na linha Mais Alimentos, que vão beneficiar diretamente indígenas Tembés da Terra Indígena Alto Rio Guamá, quilombolas e agricultores familiares do município. O valor total dos projetos ultrapassa R$ 350 mil e serão financiados pelo Banco da Amazônia.  

Os projetos do Pronaf linha “B” somam R$ 267.947,00

A assinatura ocorreu na primeira semana de julho e contou com a parceria do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras de Santa Luzia do Pará (STTR) e Prefeitura Municipal. 

Os financiamentos só puderam ser efetivados pela agência do Banco da Amazônia de Capanema, contudo, a partir de intermediação do escritório local, a gerência autorizou que os contratos fossem levados para serem assinados no município de Santa Luzia do Pará.

Os projetos do Pronaf linha “B” somam R$ 267.947,00 e serão destinados a investimentos no plantio de mandioca, piscicultura, criação de pequenos animais (porco e galinha) e extrativismo de açaí. Já o Pronaf Mais Alimentos somou R$ 81.242,00. 

“Os recursos vão estimular a economia e também gerar benefícios para os públicos que foram contemplados: indígenas, quilombolas e agricultores familiares. Apesar da pandemia, o escritório local da Emater conseguiu, a partir de esforços conjuntos, viabilizar os projetos e reforçar seu apoio a seus públicos neste momento tão difícil. Isso demonstra uma gestão participativa, comprometida e eficiente”, reforçou Alan Péricles, engenheiro florestal e chefe local da Emater. 

Uma parte dos contratos foi assinada no escritório local da Emater, com todas as precauções necessárias, respeitando as normas da Organização Mundial da Saúde (OMS), e dos Governos Estadual e Municipal.

“A Emater é uma grande parceira do Banco da Amazônia/Amazônia Florescer, principalmente aqui no município de Santa Luzia do Pará. É importante ressaltar que essa parceria só é possível graças à confiança dos agricultores junto a nossa instituição bancária e a Emater”, explanou Kléber Lima, técnico em agropecuária do Banco da Amazônia/Amazônia Florescer. 

Uma das contempladas pelo Pronaf – “B” foi Maria do Socorro, 37 anos, moradora do quilombo Jacarequara, na zona rural do município. Com financiamento de R$ 5 mil, ela pretende investir na pecuária de corte. “Já tenho cinco cabeças e pretendo comprar mais duas. Com isso, vou aumentar minha produção e também minha renda”, garante. 

A assinatura ocorreu na primeira semana de julho

A quilombola pretende, futuramente, solicitar novos projetos de crédito. Ela avalia como fundamental o trabalho da Emater. “A Emater tem sido uma parceira e tanto. Os técnicos são capacitados e sempre visitam minha propriedade, conhecem a minha realidade. Quero solicitar novos projetos de créditos, quero crescer”, finaliza Maria do Socorro. 

O que é Pronaf “B”?

É uma linha de microcrédito rural voltada para produção e geração de renda das famílias agricultoras de  baixa renda do meio rural.

Mais Alimentos?

Financiamento a agricultores e produtores rurais familiares para investimento em sua estrutura de produção e de serviços.