Representantes da imprensa opinam sobre a reforma do estádio Mangueirão

Promovido pela Sedop, objetivo do encontro foi apresentar detalhes sobre o projeto e ouvir sugestões de melhorias para a cobertura de eventos

09/07/2020 17h45 - Atualizada em 09/07/2020 18h49
Por Matheus Rocha (SEDOP)

Profissionais puderam debater melhorias no local para coberturas de eventosRepresentantes da imprensa foram recebidos, na tarde desta quinta-feira (9), na sede da Secretaria de Desenvolvimento Urbano de Obras Públicas (Sedop), para uma reunião onde foram apresentados detalhes técnicos relacionados ao projeto de reforma e readequação do Estádio Jornalista Edgar Proença, o Mangueirão. Na ocasião, os profissionais puderam opinar e debater melhorias no local para coberturas de eventos, sobretudo os esportivos.

O secretário adjunto de Obras da Sedop, o engenheiro civil Arnaldo Dopazo, ressaltou a importância e a preocupação do Estado em ouvir todos aqueles que utilizam e vão utilizar o estádio depois da reforma.

“Faz parte do nosso planejamento ouvir as pessoas que utilizam o Mangueirão. Hoje, escutamos a imprensa, assim como também ouvimos os clubes e torcedores. Estamos pegando ideias e sugestões para que possamos formatar um estádio mais moderno que agrade a todos” - Arnaldo Dopazo, secretário adjunto de Obras da Sedop.

Para o presidente da Associação dos Cronistas e Locutores Esportivos do Pará, Getúlio Oliva, a reunião foi importante para que os profissionais pudessem tomar conhecimento de detalhes do projeto de reforma do estádio. “O novo Mangueirão vai ser um espetáculo. Uma obra que vai encher de orgulho o povo paraense. Nós da imprensa ficamos muito felizes, porque vamos ser contemplados com mais conforto para o trabalho”.

O jornalista Carlos Ferreira, do Grupo Liberal, afirmou que a reunião foi extremamente válida. “A reunião foi válida primeiro pelas informações que obtivemos e segundo pela oportunidade de levantar questionamentos dentro do projeto. Essa interação com a Secretaria de Obras foi fundamental, pois tivemos uma oportunidade muito bem aproveitada de prevenir problemas que poderíamos ter adiante”, disse.

Arnaldo Dopazo, secretário adjunto de Obras da SedopQuem também destacou a importância da reunião foi o coordenador de Esportes da Fundação Paraense de Radiodifusão (Funtelpa), Valmir Rodrigues, que agradeceu a oportunidade de participar do encontro. “Não é sempre que alguém realiza uma obra e procura saber de pontos essenciais, no nosso caso, para a  imprensa. Pudemos ver detalhes do projeto e fazer considerações. Ficamos felizes em saber que a estrutura tende a melhorar. Parabéns ao governo do Estado”, destacou.

O projeto de reforma do Mangueirão receberá investimentos de aproximadamente R$ 160 milhões e tem o objetivo de modernizar e readequar a estrutura do Estádio, com ampliação da capacidade para 55 mil espectadores, da área de cobertura e instalação de assentos com encosto nas arquibancadas, substituição das cadeiras na área cativa, modernização do sistema de iluminação do campo e nas áreas comuns do estádio, além da ampliação na oferta de banheiros, duplicação e cobertura das rampas de acesso e de melhorias estruturais no entorno do estádio.

A expectativa é de que os trabalhos de reforma sejam iniciados em meados de novembro deste ano e a entrega do novo Mangueirão seja feita até o mês de julho de 2022.