Sistema de Segurança atua para coibir aglomerações e atos violentos

07/06/2020 15h42 - Atualizada em 07/06/2020 16h03
Por Walena Lopes (SEGUP)

Operação integrada do Sistema Estadual de Segurança Pública evitou episódios de violência, na manhã deste domingo (7), no Mercado de São Brás, em Belém. O policiamento ostensivo inibiu a aglomeração e o descumprimento do Decreto Estadual n° 800, que proíbe aglomeração acima de dez pessoas para evitar a disseminação da Covid-19.

Nas abordagens, foi detectado que algumas pessoas portavam materiais explosivos, máscaras, rojões, spray para pichação, escudos, produtos inflamáveis, além de faca, balaclava (touca ninja) e trouxinhas (pacotes) com pólvora. Os responsáveis foram conduzidos à Seccional da Cremação, para prestar depoimentos, assim como os que estavam aglomerados.

A manifestação transcorreu normalmente, especialmente para quem respeitou o decreto, mantendo a distância recomendável pelas instituições de saúde, evitando aglomerações e tumulto e fazendo o uso de máscaras. “As abordagens foram direcionadas a grupos que estavam munidos de artefatos não permitidos. Foi respeitada a manifestação pacífica, dentro do estabelecido no decreto governamental”, disse o secretário de Segurança Pública e Defesa Social, Ualame Machado.

Ao todo, 112 pessoas foram detidas, 96 adultos e 16 menores de idade. Todos foram conduzidas para a Seccional da Cremação. A ação foi coordenada pela Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (Segup) com a integração das polícias Civil e Militar, Departamento de Trânsito (Detran), Centro Integrado de Operações (Ciop), Corpo de Bombeiros, Secretaria Executiva de Mobilidade Urbana (Semob), Grupamento Aéreo de Segurança Pública (Graesp) e Guarda Municipal de Belém. 

O trabalho contou, ainda, com o apoio da Inteligência da Segurança Pública, que identificou o ponto previsto para a manifestação. “Estamos monitorando todas as ações que vão de encontro ao decreto do governo do Estado, que ainda impede a aglomeração de mais de dez pessoas em virtude da proliferação da Covid-19. Como nos demais manifestos ocorridos no Estado, nossos agentes de segurança atuaram para que o decreto fosse cumprido, evitando aglomeração de pessoas”, explicou o secretário.

Na manifestação deste domingo, segundo Ualame, foram identificadas pessoas portando objetos ilícitos. “Em razão disso, algumas pessoas foram autuadas e levadas à delegacia para prestar depoimento, sendo liberadas em seguida. Enquanto nosso Estado estiver sob o regime de quarentena, vamos atuar para proteger a população de uma nova onda de contágio”.