Poli Metropolitana reduz atendimento em 36% nos últimos dez dias

02/06/2020 22h42 - Atualizada em 03/06/2020 10h48
Por Governo do Pará (SECOM)

A Policlínica Metropolitana, em Belém, registrou redução no número de atendimentos nos últimos 10 dias. A unidade que é referência para pessoas com sintomas leves e moderados da Covid-19, em Belém e na Região Metropolitana, realizou nos últimos dias dez dias 6.203 atendimentos, o que representa uma queda de 36% se comparado aos 10 primeiros dias do mês de maio onde a unidade totalizou 9.656 atendimentos.

Desde o último dia 22 de maio, a Poli Metropolitana não ultrapassa a marca de mil atendimentos por dia, redução significativa se comparada ao início do seu funcionamento quando atuava com a sua capacidade máxima de mil atendimentos diários como no dia 8 de maio onde a unidade atendeu 1.169 pessoas.

“O número de casos graves diminuiu consideravelmente e os pacientes continuam saindo satisfeitos devido ao fluxo rápido no atendimento, além da distribuição de medicamentos para a população”, explica Sipriano Ferraz, coordenador de Contingência da Policlínica.

Registrou-se também que durante os finais de semana, a procura por atendimentos reduziu em até 48%. Com esta redução gradual, a unidade contabilizou na última segunda-feira (1), 682 atendimentos. Apesar do perfil de atendimento da Poli Metropolitana ser exclusiva para casos de baixa e média complexidade de Covid-19, a unidade ainda recebe uma demanda grande de pacientes com sintomas de outras doenças não relacionadas às síndromes agudas respiratórias.

A Policlínica realiza exames laboratoriais e de imagem o que ajuda a desafogar o atendimento de unidades municipais de saúde e da rede privada na Região Metropolitana de Belém, além de permitir o tratamento precoce da doença, reduzindo o agravamento de quadros de pacientes com sintomas leves e moderados.