Seaster oferece atendimento psicossocial para servidores durante a pandemia

Serviço com psicólogas e assistente social também está disponível aos familiares dos trabalhadores

01/05/2020 11h38 - Atualizada em 01/05/2020 13h04
Por Rodrigo Souza (SEASTER)

Com o objetivo de ouvir e orientar servidores durante a pandemia, a Secretaria de Estado de Assistência Social, Trabalho, Emprego e Renda (Seaster) está disponibilizando canais de atendimento psicossocial via telefone a fim de amenizar os efeitos desse período. A equipe composta por três psicólogas e uma assistente social fica disponível em dois turnos: manhã e tarde.

As pessoas que historicamente apresentam algum tipo de sofrimento emocional, geralmente estão mais vulneráveis a desenvolver sensação de pânico e insônia durante a pandemia. A psicóloga da Gerência de Desenvolvimento de Pessoas, Aldenise Maués, orienta que é preciso organizar uma rotina para que o teletrabalho não ocasione ansiedade e estresse.

“O teletrabalho é uma ferramenta muito importante nesse momento que estamos vivendo, porém é necessário que esse servidor crie uma rotina para realizar suas atribuições incluindo um horário e espaço adequado” - Aldenise Maué, psicóloga da Gerência de Desenvolvimento de Pessoas.

Além dos psicólogos em trabalho remoto, o setor também está oferecendo escuta especializada para os servidores que estão na linha de frente contra o novo coronavírus. “É natural que tenham medo nesse momento por estarem mais expostos a contaminação, porém deve-se observar se esse medo está causando insônia e impedindo o exercício de suas atribuições. Por isso, é importante que os nossos servidores tenham um serviço que ampare essas angustias e dê suporte emocional, além do uso adequado de EPI’s”, pontua a psicóloga.

Para a coordenadora de Gestão de Pessoas da Seaster, Ligia Macedo, todo sujeito mediante a uma situação desconhecida pode desenvolver ansiedade, depressão e angustia. “Estamos lidando com algo muito diferente do que já vimos. Os rostos de pessoas positivadas começaram a se tornar conhecidos e isso tem causado medo e angustia, além disso, alguns sintomas da Covid-19 são comuns a outras doenças, por isso algumas pessoas acabam adoecendo pelo medo de adquirir o novo coronavírus”, diz ela. 

Para que o servidor se sinta bem é necessário que seus familiares também sejam assistidos. Desse modo, os trabalhadores podem entrar em contato para que a equipe responsável ofereça esse serviço especializado. “O atendimento não está sendo somente para os servidores, quando há necessidade e pedido, nossos profissionais estão atendendo também os familiares”, explica a coordenadora.

Assistência e Saúde

O setor psicossocial da Coordenadoria de Gestão de Pessoas faz atendimento de servidores por demanda espontânea ou encaminhado por suas chefias. A equipe oferece escuta especializada de sofrimento emocional e realiza encaminhamentos, visitas domiciliares e hospitalares, além de articulações com outros órgãos que promovem assistência e saúde, como a Sespa e o Iasep.