Estado reforça estrutura de saúde na Região do Lago do Tucuruí

Serão instaladas cinco novas UTIs e 20 novos leitos para receber pacientes com media e baixa complexidade

06/04/2020 13h51 - Atualizada em 06/04/2020 16h24
Por Leonardo Nunes (SECOM)

Medida anunciada pelo governador vai modernizar e ampliar o atendimento realizado pelo Hospital Regional de TucuruíO governador Helder Barbalho anunciou, no final da manhã desta segunda-feira (6), que o Estado vai reforçar o sistema de saúde pública na Região de Integração do Lago do Tucuruí. O objetivo é ampliar o trabalho de enfrentamento ao coronavírus e melhorar o atendimento à população. Entre as ações anunciadas, estão obras para modernização e ampliação do atendimento realizado pelo Hospital Regional de Tucuruí.

Com a medida, moradores de sete municípios serão beneficiados, entre eles, Breu Branco, Goianésia do Pará, Itupiranga, Jacundá, Nova Ipixuna, Novo Repartimento e Tucuruí, com uma população estimada em aproximadamente 400 mil habitantes.

Serão instaladas cinco novas Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) e 20 novos leitos para receber pacientes com media e baixa complexidade.

“São UTIs específicas para ficar à disposição do combate ao coronavírus. Já os leitos serão colocados em uma estrutura própria e, devidamente, isolada dentro do Hospital Regional. Reforçamos a estrutura e avançamos para proteger e melhor atender a população da região” - governador Helder Barbalho.

Estrategia vai beneficiar cerca de 400 mil habitantes de sete municípios paraenses Na oportunidade, o governador também anunciou contratação da Organização Social (OS) que será responsável pela gestão do Hospital Regional de Tucuruí. Helder Barbalho afirmou que a orientação do Estado é priorizar a manutenção dos atuais funcionários, reforçar o quadro de profissionais nas áreas que serão necessárias com a ampliação dos serviços ofertados, além de instalar novos equipamentos e estruturas.

Helder também explicou que os recursos para modernização do Hospital Regional terão como origem a verba de compensação ambiental prevista no Consórcio dos Municípios Alagados pelo Rio Tocantins (Compart). “Encaminhamos para a Eletronorte um ofício informando que vamos utilizar parte dos recursos destinados para compensação do licenciamento ambiental. A medida foi tomada em comum acordo com as prefeituras da região. Com estes investimentos, o hospital será um dos mais modernos no Estado”, pontuou.