Hemopa esclarece que doação de sangue é segura e não oferece risco de contaminação

Hemorrede estadual combate a desinformação e esclarece dúvidas

20/03/2020 11h40 - Atualizada em 20/03/2020 12h14
Por Anna Cristina Campos (HEMOPA)

A Fundação Hemopa intensificou o trabalho de prevenção e higienização nos ambientes das unidades de coleta de sangue, para oferecer um ambiente ainda mais seguro ao voluntariado neste período de restrições e enfrentamento à pandemia do Coronavírus. 

Hemopa informa que a doação de sangue não oferece nenhum risco de contaminação ao coronavírus ou qualquer outra doençaDesde a entrada do doador na unidade de coleta existe a orientação de higienização das mãos com água e sabão ou com a utilização de álcool em gel. Além disso, todos os servidores que atendem diretamente o público externo estão utilizando máscaras cirúrgicas, assim como os profissionais da triagem e da coleta de sangue.

A cada utilização da cadeira de coleta de sangue, os profissionais da área da limpeza fazem a higienização com álcool 70%. “Queremos oferecer total segurança ao voluntário que venha ao Hemopa fazer a sua doação", destacou Juciara Farias, gerente de Captação de Doadores. 

"É importante destacar que a doação de sangue não oferece nenhum risco de contaminação ao coronavírus ou qualquer outra doença. Precisamos combater a desinformação e sempre procurar o Hemopa para esclarecer dúvidas” - Juciara Farias, gerente de Captação de Doadores do Hemopa. 

O advogado Márcio Rangel compareceu ao Hemopa, na Batista Campos, com os três filhos para cumprir com o papel de cidadão. "Eu sou doador há 20 anos e tenho tentado passar coisas boas aos meus filhos. Solidariedade e amor ao próximo são alguns dos ensinamentos. Neste momento de crise que se apresenta, a gente tenta incentivar a todos que façam este ato e ajudem a aumentar o estoque de sangue do Hemopa", destacou. 

João Vitor, um dos filhos doadores de Márcio, tem 19 anos e doou pela primeira vez. “É tão rápido e não dói nada. Por isso aconselho pessoas saudáveis a virem doar, sem medo. Este ato pode salvar muitas vidas”, pontuou.

Para doar sangue

As doações de sangue podem ser feitas em Belém, em três unidades fixas, e no interior do estadoO cidadão precisa ter entre 16 e 69 anos (menores de idade devem estar acompanhados de um responsável legal para autorizar a doação). Além disso, precisa ter mais de 50 kg, estar bem de saúde e apresentar um documento de identificação oficial, original, com foto (RG, CNH, Passaporte ou Carteira de Trabalho) no momento do cadastro.

Serviço: As doações de sangue podem ser feitas em Belém, em três unidades fixas. No Hemocentro Coordenador e na Estação de Coleta Castanheira, de segunda a sexta-feira, de 7h30 às 18h, e aos sábados, de 7h30 às 17h. Há ainda a Estação de Coleta Pátio Belém que funciona de segunda a sexta-feira, de 12h às 18h. Mais informações: 3110-6500.

A Hemorrede também tem unidades de coleta de sangue em Castanhal, Marabá, Santarém, Abaetetuba, Altamira, Capanema, Redenção e Tucuruí. Clique aqui e veja o endereço de cada uma.