Em 10 meses, Semas forma mais de 500 agentes ambientais em 12 municípios paraenses

Na Grande Belém, a capacitação é feita dentro das atividades do Programa Territórios pela Paz

10/03/2020 13h26 - Atualizada em 10/03/2020 16h07
Por Rita Câmara (SEMAS)

A Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas) intensificou as oficinas de formação de agentes ambientais que, em apenas 10 meses, já capacitou 508 novos multiplicadores de práticas sustentáveis em 12 municípios paraenses.

Em 2019, de maio a dezembro, foram formados 461 novos agentes. Este ano, até agora, outros 47 já passaram pelas salas de aula do projeto de Educação Ambiental, que é voltado à comunidade em geral.

“A demanda crescente de inscritos revela o sucesso da iniciativa, que busca capacitar comunitários para atuarem como multiplicadores de boas práticas ambientais e na melhoria da qualidade de vida nos territórios onde vivem” - Rodolpho Zahluth Bastos, secretário adjunto de Gestão e Regularidade Ambiental da Semas.

TerPaz – Na região metropolitana de Belém, a capacitação de agentes se une, desde agosto do ano passado, às atividades do Programa Territórios pela Paz (TerPaz), desenvolvido pelo Governo do Pará em áreas de vulnerabilidade social. O programa visa à diminuição da violência e estimula ações sociais aliadas à segurança pública e cidadania em sete bairros da Grande Belém. Um total de 173 novos disseminadores de atitudes sustentáveis foi formado em 2019, por meio dessa integração. 

Nesta terça-feira (10), foi iniciada a terceira turma do ano na Grande Belém, que segue até sexta-feira (13), na sede da Associação dos Moradores Independentes do bairro do Benguí, em Belém, com a participação de moradores, lideranças comunitárias e estudantes, interessados na solução de problemas ambientais que interferem na qualidade de vida na comunidade.

O servidor público Edivaldo Oliveira, 58, é um dos 10 participantes e considera a atividade muito importante. “Estamos aprendendo cada vez mais sobre a importância de preservar o meio ambiente e, com o conhecimento adquirido, podemos ajudar o nosso bairro sobre as questões ambientais, fazendo o descarte dos resíduos de maneira correta e assim repassar para a comunidade o que aprendi. Essa oficina é tão boa, que já é a segunda realizada aqui no bairro que estou participando”, diz.

Conteúdo – Durante as oficinas, os participantes recebem explicações ministradas pelos técnicos do órgão ambiental estadual sobre a necessidade da coleta seletiva dos resíduos sólidos, de reciclagem, orientações para elaboração de planos de ação e soluções coletivas para os problemas ambientais identificados na comunidade, além de informações sobre artigos da Constituição Brasileira, que tratam das questões ambientais e das Políticas Nacional e Estadual sobre o tema. 

“Utilizamos uma metodologia acessível, que possibilita aos participantes se identificarem como protagonistas na proteção dos recursos naturais, favorecendo, desse modo, a formação de multiplicadores, que possam contribuir para o desenvolvimento sustentável”, ressalta a coordenadora de Educação Ambiental da Semas, Andreia Monteiro.