Obras do Complexo Bolonha serão entregues este mês

06/03/2020 15h31 - Atualizada em 06/03/2020 16h13
Por Tayná Horiguchi (COSANPA)

Falta pouco para a nova estação de tratamento do Complexo Bolonha entrar em operação. O Complexo é dividido em duas etapas, a 1ª que atualmente está em funcionamento e a 2ª que está sendo totalmente revitalizada. Novos equipamentos foram instalados e o sistema foi todo automatizado. De acordo com a Companhia de Saneamento do Pará, parte da obra será entregue este mês.

“A Cosanpa estava completamente abandonada. Lastimável que uma empresa desse porte tenha sido deixada desse jeito. Quando cheguei aqui, tive várias surpresas, porque encontrei muitos equipamentos danificados e sucateados. A palavra para descrever a antiga Cosanpa é sucateada. Agora, é uma Nova Cosanpa. Estamos recuperando tudo, fazendo trabalho de recuperação de equipamentos, em poços, a substituição de rede antigas por método não destrutivo e obras em sistemas de abastecimento, como este no Complexo Bolonha”, explicou o engenheiro da Cosanpa que acompanha as obras em Belém, Paul Simons.

Durante anos, a obra se arrastou por conta de repasses que não foram feitos e projetos que demoraram a serem entregues na gestão passada. Em 2019, com a chegada da nova gestão, o ritmo acelerou para que os mais de R$ 150 milhões investidos nessa obra realmente saíssem do papel.

“A atual gestão assumiu e colocou em prática, executamos essa obra e a população vai perceber a melhora na qualidade da água. É uma estação com três decantadores, oito filtros, três floculadores para melhorar o abastecimento na qualidade da água na cidade de Belém. Vai melhorar devido ao tratamento da água, já que os filtros são todos novos a água vai sair em perfeitas condições para a população”, garantiu Simons.

Além do Complexo Bolonha, a Cosanpa também tem frentes de obras em mais de 13 municípios paraenses. Entre eles Ananindeua, Moju, Santarém, Alter do Chão, Oriximiná e Breves. São investimentos para melhorias no tratamento de água e esgoto.