Projeto “Meu Endereço” realiza Rodas de arte e cultura nos bairros do TerPaz

04/03/2020 16h25 - Atualizada em 04/03/2020 17h08
Por Fernanda Graim (SECTET)

O projeto “Meu Endereço: lugar de paz e segurança social” realiza, nesta quinta-feira (5), no bairro da Cabanagem, a “Roda de Arte, Cultura e Diálogos”, uma nova fase do projeto, que é desenvolvido no Programa Territórios Pela Paz (TerPaz) pela Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Educação Profissional e Tecnológica (Sectet) em parceria com a Comissão de Regularização Fundiária da Universidade Federal do Pará (CRF/UFPA). A Roda terá início às 8h30, na Escola Estadual José Valente Ribeiro, localizada na Estrada do Benjamin.

Myrian Cardoso, coordenadora do “Meu Endereço”, explica que a “Roda de Arte, Cultura e Diálogos” visa conscientizar sobre a realidade vivenciada por mulheres vítimas de intimidação, estigmas e conflitos de vizinhança que violam o direito à moradia nas cidades. Segundo ela, as rodas reforçam o trabalho de inclusão social da comunidade para reduzir conflitos por meio de ações de segurança pública e de cidadania.

A primeira ação dessa nova fase foi realizada nesta quarta-feira (4), no bairro da Terra Firme, na sede do Boi Marronzinho. A atividade envolve encenação teatral, músicas e narrativas artísticas que articulam uma dinâmica de reflexão sobre os conflitos no direito à moradia. 

Parcerias - As rodas contam com a parceria do Programa de Educação Fiscal da Secretaria da Fazenda do Pará (Sefa) e do Projeto "Ela Pode", uma ação do Instituto Rede Mulher Empreendedora, realizado pelo governo por meio da Sectet nos bairros do TerPaz.

Myrian informa ainda que serão realizadas seis rodas até junho deste ano e todas foram produzidas no Laboratório Multiver Cidades, formado por colaboradores que trabalham com as temáticas sobre as cidades e os desafios da gestão pública e privada na Amazônia, vinculado ao  grupo de pesquisa Saber e Conviver/UFPA. As próximas ações serão no Guamá, Bengui, Jurunas e Nova União, em Marituba. 

Outras ações - O vice-coordenador do “Meu Endereço”, Renato Neves, adianta que entre abril e junho serão realizadas oficinas temáticas sobre Ética, Cidadania e Direito e o Direito de Vizinhança.  Haverá ainda o curso livre sobre Educação Fiscal e Regularização Fundiária, que será ministrado pela Escola Fazendária da Sefa. Outra ação do projeto será a Feira do Saber e Conviver, que terá palestras, balcão de atendimento e entrega dos primeiros Kits Meu Endereço.