Universidade do Estado do Pará premia primeiro colocado no Prosel 2020

Estudante é de Abaetetuba e é calouro do curso de Medicina, aprovado com pontuação de 879,56 no Enem

19/02/2020 13h26 - Atualizada em 19/02/2020 15h04
Por Daniel Leite Júnior (UEPA)

O reitor da Uepa e o aluno Manoel Neri Batista NetoA Universidade do Estado do Pará (Uepa) promoveu, nesta quarta-feira (19), a cerimônia de premiação da Medalha Fernando Guilhon, durante a reunião mensal do Conselho Universitário (Consun), e condecorou o primeiro colocado no Processo Seletivo (Prosel) 2020, Manoel Neri Batista Neto, de 19 anos.

Manoel Neri Batista Neto, primeiro colocado no Prosel 2020O estudante é do município de Abaetetuba, é calouro do curso de Medicina – aprovado com uma pontuação de 879,56 no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) – e ocupou a primeira colocação no Prosel 2020. Ele recebeu das mãos do reitor da Uepa, Rubens Cardoso, a medalha Fernando Guilhon concedida ao candidato com melhor desempenho.

“O objetivo dessa premiação ao melhor colocado é emular um efeito multiplicador para que outros vestibulandos possam se sentir também estimulados”, avaliou o reitor da Uepa, Rubens Cardoso.

“Acredito que para fazer o vestibular é preciso de estratégia com relação aos horários de estudos, além de ter autocuidado consigo mesmo para poder não ser prejudicado na saúde ou no dia da prova” - Manoel Batista, calouro de Medicina e primeiro lugar no Prosel 2020.

Leidiane Batista, mãe do calouroO premiado também foi aprovado em outras universidades. “Me sinto maravilhada, me arrepiei quando o vi receber a medalha, pois passou um filme na minha cabeça com momentos importantes nesse processo que resultou na aprovação maravilhosa em primeiro lugar e que ninguém da nossa família imaginava que seria nessa colocação”, contou a mãe do calouro, Leidiane Batista.

O Prosel 2020 recebeu inscritos de todos os 144 municípios do Pará e a aprovação do abaetetubense Manoel Batista demonstra a importância dos processos de interiorização da Uepa, que não envolve somente a criação de graduações em novos campus no Estado, mas também o desenvolvimento de projetos de cursinhos populares de forma gratuita para a comunidade paraense.

Fernando Guilhon – A premiação foi criada em dezembro de 1991, por meio da Lei Estadual nº 5.704, criada pelo então deputado Nelson Chaves, com o objetivo de reconhecer o estudante melhor classificado no listão do Prosel em cada ano e, também, homenagear a dedicação com que conduziu o Pará o ex-governador Fernando Guilhon.