Reforma do terminal hidroviário vai garantir segurança aos passageiros

Além do conforto aos usuários, obra orçada em 4 milhões de reais vai ajudar a escoar a produção e melhorar a economia do município de Alenquer

19/02/2020 09h09 - Atualizada em 19/02/2020 10h29
Por Bruno Magno (CPH)

O Governo do Estado, por meio da Companhia de Portos e Hidrovias do Pará (CPH), vai reformar o terminal hidroviário do município de Alenquer, na região do Baixo Amazonas. A obra está orçada em R$ 4 milhões e, em breve, uma licitação será aberta para escolher a empresa responsável pela obra. Nesta terça-feira (18), o prefeito do município, Josino Filho, esteve em reunião na Companhia de Portos para acompanhar o andamento do processo.

A reforma do terminal hidroviário de Alenquer vai melhorar o escoamento da produção local e garantir segurança aos usuáriosDe acordo com o presidente da CPH, Abraão Benassuly, o terminal hidroviário da cidade estava interditado há 12 anos por problemas estruturais, identificados pela Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq), órgão federal que regulamenta a construção e reforma desses espaços. O terminal hidroviário de Alenquer fica na orla da cidade, que é banhada pelo rio Surubiú.

"O terminal permaneceu interditado até o final de 2019. Após esforços junto à Antaq, conseguimos liberá-lo no final do ano passado. Foi quando o governador nos pediu para que encomendássemos um projeto de reforma e adequação. Nós encaminhamos este projeto para Antaq, que o aprovou e homologou para início das obras. Quem ganha com isso são os usuários do município e a economia local, pois teremos escoamento de produção", explica Benassuly, que informou também que o projeto executivo de reforma e adequação, com detalhes técnicos da obra, já está pronto.

O presidente da CPH, Abraão Benassuly, esteve reunido com o prefeito Josino Filho e representantes do municípioEconomia - Para o prefeito Josino Filho, a reforma é primordial para o desenvolvimento econômico do município, além de proporciona conforto e segurança aos usuários. "Nós não temos um porto... não temos local adequado para cargas e passageiros. As pessoas pisam na areia para embarcar ou desembarcar. Tenho certeza que, a partir dessa obra, a população de Alenquer terá mais dignidade daqui para frente", disse o gestor municipal.

Alenquer tem cerca de 45 mil habitantes. As principais atividades econômicas são a agricultura e pecuária. "O terminal vai ajudar a escoar essa produção e melhorar a economia local. Hoje, os trabalhadores se arriscam todos os dias para que as cargas cheguem até as embarcações", ressaltou.