Polícia Civil prende três pessoas pela prática de crime ambiental no Marajó

13/02/2020 16h40
Por Cristiani Sousa (PC)

A equipe de policiais empreendeu diligências no rio Paracauari onde foi constatada a coleta irregular de caranguejos.

A Polícia Civil, por meio da Superintendência Regional do Marajó Oriental, realizou na manhã desta quinta-feira (13) ação policial em decorrência do período de defeso da coleta de caranguejos. A prática está proibida temporariamente na região.

"Realizamos diversas averiguações em embarcações e a ação culminou com as prisões em flagrante de três homens pelo crime ambiental", explicou o superintendente regional David Bahury.

Josué Santos Costa, Luis Fernando Lima e Dariam Franco Alcântara foram encaminhados responderão pelo crime tipificado nos artigos 34, c/c 36 da Lei 9605.

A Polícia Civil contactou o ICMBio e entregou os crustáceos pra que sejam devolvidos à natureza.

"O período do defeso dos caranguejos acontece durante ia semana nos meses de janeiro, fevereiro e março. Inclusive, estamos na última semana do período. A conscientização das pessoas para realizem a proteção do período reprodutivo é de extrema importância. O caranguejeiro de verdade respeita esse tempo. Ele sabe que quem será o maior prejudicado será ele mesmo", relatou Elisângela Cassiana, chefe do escritorio da reserva extrativista marinha de soure.