Arcon intensifica fiscalização nos portos do Estado durante o Carnaval

Durante o feriado prolongado de Carnaval, a Arcon estará de prontidão para orientar os passageiros nos principais portos fluviais do Pará.

12/02/2020 15h55 - Atualizada em 12/02/2020 17h04
Por Cybele Puget (ARCON)

Para que os usuários do transporte hidroviário intermunicipal façam uma viagem segura pelos rios do Pará durante o Carnaval, a maior festa popular do país, a Agência de Regulação e Controle de Serviços Públicos do Pará (Arcon-Pa) vai reforçar as ações de fiscalização. Uma escala especial foi planejada com as equipes que atuarão com reforço a partir de sexta-feira, 21 até a segunda-feira, 24.

No feriado prolongado do Carnaval é registrado um grande fluxo de passageiros que se deslocam da capital para passar os dias de folia nos municípios do interior do Estado, por isso a fiscalização da Arcon estará mobilizada e de prontidão para monitorar a movimentação e orientar os passageiros nos principais portos fluviais regulados pelo órgão estadual. Dados do Grupo Técnico de Transporte Hidroviário da Arcon (GTH) revelam que no Carnaval do ano passado mais de 40 mil pessoas fizeram a travessia pelo rio Meruú , em Igarapé-miri, com destino a cidade de Cametá para passar os dias de Momo informa Wagner Cruz gerente do GTH.

“Orientamos ao usuário para que denuncie qualquer irregularidade aos nossos fiscais, como por exemplo: se os horários de saídas estão sendo cumpridos em conformidade com os bilhetes de passagens e os casos de superlotação principalmente, para que possamos cobrar das empresas operadoras e garantir uma viagem com segurança”, recomenda Wagner Cruz, Gerente do Grupo de Transporte Hidroviário da Arcon-Pa. 

O usuário também deve acionar o fiscal da Arcon quando se sentir prejudicado em seus direitos nos  casos de recusa da gratuidade e da meia passagem, a qual as empresas operadoras devem garantir 15% dos assentos.

Durante o feriado do Carnaval a equipe de transporte hidroviário da Arcon estará presente no terminal hidroviário de Belém, portos do Arapari, Jarumã e Açaí Biruta, porto de Icoaraci, porto do Celte e Henvil (Av .Bernardo Sayão), Amazonat, Rodofluvial Barcarena, porto de Camará (Salvaterra),  Soure, Cachoeira do Arari, Ponta de Pedras, Colares, Bujaru , Arapari (Barcarena), porto de São Francisco (Barcarena), além dos municípios Cametá, Igarapé-Miri, São Domingos do Capim,  Marudá, Colares e Vitória do Xingu.

A Arcon possui um canal aberto com os usuários através da Ouvidoria do órgão, que tem o papel de prestar informações e intermediar soluções nos conflitos entre usuários e prestadores de serviços públicos regulados, controlados e fiscalizados pela agência. Os contatos com a ouvidoria podem ser feitos por meio do 0800-0911717 ou através do email: ouvidoria@arcon.pa.gov.br