Agricultores de Mosqueiro visitam comunidade quilombola em Ananindeua

Objetivo foi conhecer o projeto 'quintais produtivos', implantado pela Emater

06/02/2020 14h01 - Atualizada em 06/02/2020 14h30
Por Aline Miranda (EMATER)

Agricultores de Mosqueiro, distrito de Belém, visitaram, na semana passada, projetos de “quintais produtivos” implantados pela Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Pará (Emater) na comunidade quilombola Abacatal, em Ananindeua, região metropolitana.

A excursão foi composta por 14 agricultores que estiveram em três comunidades atendidas pela Emater: Chico Mendes, Elizabeth Teixeira e Mari Mari II. O grupo conheceu a experiência em duas áreas: uma com quatro hectares e outra, com 20. Nos locais, são produzidas simultaneamente frutas, hortaliças e outras espécies.

O objetivo principal foi a troca de práticas e de histórias entre os produtores, uma vez que, este ano, a Emater já está implantando, em parceria com a Secretaria de Desenvolvimento Agropecuário e da Pesca (Sedap), 10 ‘quintais produtivos’ individuais na Elizabeth Teixeira e na Chico Mendes e um coletivo na Mari Mari II. Cada quintal constará de 10m x 30m.

De acordo com o engenheiro agrônomo do escritório local da Emater em Belém, Jorge Gibson, “a oportunidade é de aproveitar áreas às vezes ociosas ou subaproveitadas para arranjos que contemplem as vontades e necessidades das famílias, com culturas indicadas por elas próprias. Podemos associar no mesmo lote, por exemplo, cultivo de açaí, cultivo de banana, horticultura e criação de galinha caipira”, indica o profissional do órgão.