Detran debate com municípios ampliação da segurança no trânsito

A troca de experiências enfatizou a mobilidade e a educação para reduzir acidentes e preservar vidas

28/01/2020 17h57 - Atualizada em 29/01/2020 00h08
Por Lilian Guedes (DETRAN)

Com o objetivo de ampliar a segurança viária, e assim diminuir acidentes e preservar vidas, o Departamento de Trânsito do Pará (Detran) promoveu, na última segunda-feira (27), o Workshop “Integração dos Municípios ao Sistema Nacional de Trânsito”. Reunindo representantes de todos os 144 municípios paraenses, o ciclo de palestras e debates abordou temas importantes para um trânsito mais seguro e organizado, a partir do respeito às leis vigentes.

Durante a abertura do evento, que contou com a participação de quase 150 pessoas, o diretor-geral do Detran, Marcelo Guedes, destacou a importância da integração entres os municípios. “O objetivo é trocar experiências com os órgãos municipais de trânsito, orientar e reforçar a importância de se fazer uma melhor segurança viária nos municípios e reduzir os índices de acidentes”, ressaltou Marcelo Guedes.

Representantes dos municípios de Mocajuba, Bragança, Almeirim e Jacundá trocaram experiências e conhecimentos sobre a municipalização do trânsito, plano de mobilidade urbana, educação no trânsito, ações de conscientização e impactos diretos na saúde pública com a redução dos acidentes.

As ações educativas são reconhecidas como essenciais para um trânsito seguroEducação - O secretário de Estado de Segurança Pública e Defesa Social, Ualame Machado, destacou que a base de um trânsito seguro está na educação. “A educação é de fundamental importância em qualquer área. O impacto que causa um trânsito organizado na saúde pública é bastante significativo”, afirmou o secretário.

Também participaram representantes de outros órgãos, como o promotor Marco Aurélio Nascimento, do Ministério Público do Estado (MPE), e Franklin Soares, superintendente da Polícia Rodoviária Federal (PRF). Ambos destacaram a importância de fortalecer os três pilares da operacionalização do trânsito: educação, engenharia e fiscalização.