Operação 'Volta às Aulas' fiscaliza lojas no centro comercial de Belém

14/01/2020 13h24 - Atualizada em 14/01/2020 13h46
Por Claudiane Santiago (SEJUDH)

“Eu sei bem o transtorno que pode causar um produto de má qualidade ou até vencido. Sou professora e já vi de tudo em sala de aula. É muito importante ver esse tipo de fiscalização nas ruas”, declarou a pedagoga, Brenda Sales sobre a ação realizada, nesta terça-feira (14), pelo Procon do Pará no centro comercial de Belém. A operação 'Volta às Aulas', fiscaliza e busca evitar transtornos para os consumidores que procuram por material escolar nesse período.

“Sabemos que a relação de consumo é ampla, então onde há consumo o Procon deve estar orientando para que sejam oferecidos produtos de qualidade. Em caso de irregularidades encontradas, podemos dar uma ficha de orientação, auto de constatação, auto de infração ou, em casos extremos, até chegar a uma interdição”, afirmou o diretor do Procon Pará, Nadilson Neves.

Nadilson Neves- Diretor/ Procon No primeiro dia, os agentes fiscais apenas fizeram algumas orientações nos estabelecimentos vistoriados, mas a operação seguirá durante todo o mês de janeiro, período de alta procura aos itens das listas escolares. Serão analisadas a validade de cada produto, se possuem selo Inmetro Pará, se os preços estão colocados de forma clara e precisa, além de orientações sobre formas de pagamentos e política de trocas, em vários estabelecimentos da capital do Estado.

Para o gerente de loja, Ribamar Garcês, ser parceiro nestas fiscalizações mostra o quanto que se preocupa em atuar de acordo com a legislação. “Todo ano recebemos essas fiscalizações e é muito importante até para mostrar para aos nossos clientes o quanto nos preocupamos em atuar dentro da legalidade. Passamos meses nos programando para a chegada deste período para oferecer produtos de qualidade e um atendimento excelente” declarou o gerente.

Planejamento – Segundo o titular da Sejudh, Rogério Barra, esta fiscalização faz parte de um cronograma anual realizado pela diretoria de proteção e defesa do consumidor. “Trabalhamos com planejamento de fiscalizações para o ano todo, além do atendimento às denúncias que chegam até a gente por todo Pará. Em períodos de grande demanda, com datas especiais, buscamos reforçar nossas orientações para que os consumidores tenham seus direitos garantidos”, frisou o secretário.

Garantias como essas trazem tranquilidade para Larissa Diniz na hora de comprar seus produtos e voltar para a sala de aula. “Essas vistorias são garantias para a sociedade de que os produtos oferecidos estão acessíveis e com boa qualidade, além de que evitam transtornos para gente”, disse a estudante.

Quem tiver dúvidas ou reclamações sobre estabelecimentos comerciais, basta entrar em contato com o Procon Pará pelo número 151 ou indo até sua sede, que fica localizada na Travessa Lomas Valentinas, n° 1150, bairro da Pedreira - Belém.