Polícia Civil promove primeiro curso para unidade de operações especiais

Realizado na Acadepol, o curso reúne agentes de vários órgãos do sistema de segurança pública

02/01/2020 16h29 - Atualizada em 02/01/2020 18h53
Por Luiz Cláudio (PC)

Abertura do curso, no auditório da Delegacia-Geral de Polícia CivilA Polícia Civil do Pará, por meio da Delegacia-Geral, iniciou nesta quinta-feira (2) o I Curso de Operações Táticas Especiais (Cote) da instituição. O curso visa formar policiais operadores táticos especiais, para estarem aptos a compor a unidade de operações especiais da Polícia Civil do Pará. O curso iniciou às 09 h de hoje, com os alunos reunidos no Auditório Ione Coelho, na sede da Delegacia-Geral, e prossegue até dia 31 de março. O número de inscritos chegou a 107, mas só 26 foram classificados. O curso será realizado na área metropolitana e no interior do Estado.

O Curso de Operações Táticas Especiais é executado pela Academia de Polícia Civil (Acadepol), sob a coordenação da delegada Karina Figueiredo, em conjunto com a Coordenadoria de Operações e Recursos Especiais (Core), a cargo do Investigador Elzamo Lobato.

Turma do I Curso de Operações Táticas Especiais, promovido pelo Governo do ParáO delegado-geral Alberto Teixeira informou que o I Curso de Operações Táticas Especiais oferece um conhecimento diferenciado, seguindo uma padronização nacional. Segundo ele, comprometimento e resiliência (capacidade de lidar com os próprios problemas) são palavras fundamentais para ser um policial diferenciado, agregando valor à instituição.

“Espero que todos possam concluir de forma gratificante a formação e, ao mesmo tempo, que todos os alunos e, policiais civis, possam agregar técnicas operacionais e investigativas, além de compartilhar o aprendizado com outros colegas de trabalho das instituições em que atuam. Só sabemos sobre a vida policial quando vivenciamos e estamos no dia a dia, pois dentro de alguns minutos reais temos que decidir o certo ou errado, e nesta hora o treinamento faz a diferença. Sempre tem uma técnica nova, algo novo que o aluno pode aprender e repassar aos demais colegas de trabalho”, ressaltou Alberto Teixeira.

Parâmetros nacionais - Para o delegado Temmer Khayat, a formação é um grande passo que a Polícia Civil do Pará está dando, em nível nacional, pois a grade do Curso de Operação Tática está de acordo com os parâmetros nacionais. “Todos os policiais que estão ingressando neste curso, com certeza, terão um bom engrandecimento profissional. Serão repassadas técnicas e táticas operacionais, e técnicas de investigação importantíssimas, que contribuirão consideravelmente para a atividade diária da Polícia Judiciária e outras forças”, enfatizou.

O Curso de Operações Táticas Especiais reúne policiais civis, policiais militares, bombeiros militares, agentes do Departamento de Trânsito (Detran), agentes da Polícia Federal e agentes carcerários da Polícia Civil do Estado de Roraima.

O curso inclui técnicas e táticas para atuação em operações especiais