Projeto Meu endereço inicia curso de agente de cadastramento no PCT Guamá

05/12/2019 18h18 - Atualizada em 06/12/2019 13h19
Por Brenda Taketa (PCTGuamá)

Na manhã desta quinta-feira ( 5), o titular da Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Educação Profissional e Tecnológica, Carlos Maneschy, abriu o curso de agente de cadastramento do Projeto “Meu Endereço”. Aliando inovação tecnológica, assistência técnica e inclusão social, o projeto envolve a oferta de atividades e conteúdos interdisciplinares para reduzir os índices de conflitos socioambientais urbanos nos bairros da Terra Firme, Guamá, Jurunas, Benguí e Cabanagem, em Belém; Icuí, em Ananindeua, e Nova União, em Marituba, que integram o Programa Territórios pela Paz (TerPaz), do Governo do Pará.

Segundo informações da Universidade Federal do Pará (UFPA), parceira do "Meu Endereço", o objetivo é beneficiar famílias de baixa renda residentes em áreas ocupadas. Entre os bairros contemplados pelo projeto, somente a Terra Firme possui uma população estimada em 70 mil moradores.

Durante a abertura, Carlos Maneschy ressaltou os valores que o projeto pretende estimular entre os estudantes e futuros agentes de cadastramento. “Solidariedade, empatia, capacidade de trabalhar em conjunto e individualmente, capacidade de liderança e de autonomia para tomar decisão são habilidades essenciais a serem estimuladas”, destacou.

“Recentemente, num ranking mundial de medição de habilidades coletivas, o Brasil foi o último colocado, o que mostra que as nossas escolas não nos preparam para trabalhar de maneira solidária, em conjunto. E esses valores são fundamentais para que isso seja possível”, completou o titular da Sectet.

O primeiro módulo do curso de agente de cadastramento será realizado no auditório do Parque de Ciência e Tecnologia (PCT) Guamá até esta sexta-feira (06), com um segundo módulo previsto para o próximo dia 12 de dezembro.