Polícia apreende roupas comercializadas de forma irregular em Belém e Ananindeua

05/12/2019 18h08 - Atualizada em 05/12/2019 18h36
Por Luiz Cláudio (PC)

Os policiais civis no momento da apreensão das roupas no estabelecimento comercialA Polícia Civil deflagrou nesta quinta-feira (5) a “Operação Loki”, para cumprimento de dois mandados de busca e apreensão pelas práticas dos crimes contra a propriedade industrial e relação de consumo. As apreensões ocorreram em um estabelecimento comercial localizado na Avenida Braz de Aguiar, no bairro de Nazaré, e na fábrica situada no conjunto Cidade Nova, em Ananindeua (Região Metropolitana de Belém). O local era utilizado ilicitamente e identificado com o nome de outra marca.A operação apreendeu mais de 150 jalecos vendidos de forma irregular

Na operação foram apreendidos, no estabelecimento comercial, 147 jalecos e camisas comercializados de forma indevida. Na fábrica foram apreendidas três máquinas industriais de costura, três rolos de tecidos, cinco catálogos, 41 carretéis de linhas, 20 zíperes e 14 jalecos.As máquinas industriais de costura apreendidas pelos policiais

A operação foi coordenada pelo titular da Diretoria de Polícia Metropolitana, delegado Marco Antônio Duarte, e realizada pela equipe de policiais civis da Seccional da Cidade Nova, sob o comando dos delegados Hennison Azevedo e Vanildo Costa.