Setran inicia elaboração de projeto e orçamento para pavimentação da Estrada do Rio Preto.

A estrada do Rio Preto é uma extensão da rodovia BR-222, que liga Fortaleza (CE) ao sudeste do Pará.

26/11/2019 15h33
Por Kátia Aguiar (SETRAN)

Importante corredor de escoamento da produção mineral e agropastoril da região Sudeste paraense, a Estrada do rio Preto tem sido por mais de 40 anos objeto de luta de moradores locais pela sua pavimentação. Solidário à luta do povo da região, o governador Helder Barbalho determinou à Secretaria de Estado de Transportes (Setran) que inicie os estudos para elaboração do projeto e do orçamento para pavimentação total da via, que possui 260 km de extensão e por onde trafegam diariamente mais de dois mil caminhões carregados de minérios, gado e grãos.

Atualmente, há projetos na Câmara Federal e na Assembleia Legislativa do Estado (Alepa), solicitando a federalização e a estadualização da via municipal (estrada do rio Preto), respectivamente, que abrange os municípios de Marabá, Itupiranga, Novo Repartimento e São Félix do Xingu. 

Segundo o titular da Setran, Pádua Andrade, a pavimentação da Estrada do rio Preto é um projeto de grande envergadura que irá demandar um grande volume de recursos, mas é necessário que se dê o primeiro passo.

“Com orçamento e projeto em mãos é possível ir à busca de parcerias, inclusive público-privada para executar a obra, e desta forma contribuir para o desenvolvimento da região, pois com estradas melhores se reduz valor dos fretes, atrai novos investimentos para a região e consequentemente aumenta emprego e renda para a população”, disse o titular da Setran.

Aberta em 1982, a estrada do Rio Preto encontra-se atualmente em pavimento básico. O pecuarista natura de São Paulo, Sérgio Correa, chegou à região em 1974 e conta que somente na década de 80 a estrada - que foi aberta por madeireiros e fazendeiros - chegou até sua propriedade e as melhorias na via serão uma grande conquista dos moradores. “Felizmente o governador Helder entrou na nossa luta e, sua iniciativa chama a atenção de todos que utilizam a estrada, pois esse é um desejo muito grande de todos, principalmente nosso, os pioneiros no desenvolvimento dessa região”, disse o pecuarista, que vive há 50 anos no local. 

A estrada do Rio Preto é uma extensão da rodovia BR-222, que liga Fortaleza (CE) ao sudeste do Pará. Na década de 70, quando a BR-222 foi planejada, o projeto previa que seguiria além de Marabá, até se encontrar com a BR-158, que liga Redenção (PA) ao Mato Grosso, mas a obra não foi concluída.