Ioepa é destaque na abertura da Feira Literária de Santarém

11/11/2019 14h49 - Atualizada em 12/11/2019 10h18
Por Ailson Braga (IOE)

Estande recebeu autoridades e uma programação diversa, com lançamento e venda de livrosO estande da Imprensa Oficial do Estado do Pará (Ioepa) na Feira Literária de Santarém recebeu a visita de autoridades durante a abertura do evento, neste sábado (9). Estiveram presentes o Secretário Adjunto da Secretaria de Estado de Cultura (Secult), Bruno Chagas; o secretário Regional do Tapajós, Henderson Pinto; o Prefeito Municipal de Santarém, Nélio Aguiar; e o Secretário Municipal de Cultural, Luís Alberto Figueira.   

Com um estande de 30 m², o espaço contará com contação de histórias, além de lançamento e venda de livros. A Ioepa trouxe também para a cidade o projeto Portal do Conhecimento, que trabalha a política de acesso ao livro e à leitura, por meio da doação de obras, sensibilizando os estudantes para o contato com a literatura, aproximando o escritor do público estudantil. Jogos de mesa, tatame e um varal para atividades estão à disposição do público infantojuvenil.

“A parceria com a Ioepa é fundamental. O lançamento de livros de autores paraenses, a valorização da cultura do Pará e do Tapajós ressalta a importância da realização deste evento em Santarém. Pela décima segunda vez Santarém recebe o evento e com a nova formatação, sendo a Feira Pan-Amazônica do Livro e das Multivozes, temos a expectativa de integrar a população na valorização da cultura e da dinâmica do estado do Pará, integrando todas a regiões”, declarou Bruno Chagas.

Para o prefeito de Santarém, Nélio Aguiar, é muito importante o esforço conjunto do Governo do Estado, Prefeitura de Santarém e editoras para realizar a Festa Literária. “É muito importante a realização do evento. Santarém e a nossa região têm uma população com bastante interesse em ter acesso à leitura e, aqui, você encontra obras inéditas e preços acessíveis. Estivemos no estande da Ioepa que hoje tem o Diário Oficial digitalizado, mas tem também todo um parque gráfico que está à disposição para incentivar a publicação de várias obras literárias locais e de todo o Pará”, concluiu.

Texto e fotos: Weldon Luciano