Estado garante cheque moradia para família reconstruir casa e preservar sua história

22/10/2019 16h43 - Atualizada em 06/11/2019 11h26
Por Laíse Coelho (SECOM)

O governador Helder Barbalho entregou o benefício para Hellen Maia (c), em ato que contou com as presenças de Hermando Maia (e) e do diretor do Cheque Moradia, Luís André GuedesHá quase uma semana, Hermando Maia, 66 anos, tomou o maior susto da vida. A casa de madeira onde morava há mais de 40 anos, no bairro da Pedreira, em Belém, desabou durante uma forte chuva. Ao perder a moradia, ele e a família tiveram que contar com a ajuda de vizinhos. "Foi uma situação muito triste. O lugar tem história. Lá formei minha família, e hoje moro com um minha filha e meus netos. Fiquei desesperado", contou Hermando Maia, que trabalha como carroceiro.

Mas graças a um importante instrumento da política habitacional do Estado do Pará, o cheque moradia, ele logo terá uma nova residência. Logo após o desabamento da casa de Hermando Maia, na última quinta-feira (17), equipes da Companhia de Habitação do Estado do Pará (Cohab), responsáveis por identificar famílias em vulnerabilidade social, aptas a receber o cheque moradia, foram ao local fazer o levantamento da situação. Nesta terça-feira (22), Hermando e a filha, Helen Margareth Maia, foram recebidos pelo governador do Estado, Helder Barbalho, no Palácio de Governo.

A família foi beneficiada pelo cheque moradia, e agora vai poder reconstruir a casa no lugar onde sempre morou. O diretor do Cheque Moradia, Luís André Guedes, participou da entrega do benefício. Um momento especial para a família Maia. "Nós nascemos e nos criamos lá. Aquele espaço tem a história da nossa família, e ter a oportunidade de reconstruir e voltar a morar lá tem um significado muito grande. Ficamos muito felizes de ter recebido o cheque moradia das mãos do governador do Estado", ressaltou Helen Maia.Hellen Maia ficou emocionada ao saber que vai reconstruir, no mesmo lugar, a casa onde sempre morou ao lado do pai

Luís André Guedes destacou a importância do benefício para assegurar o retorno da família ao local onde morava. "Nós agimos imediatamente para ajudar essa família que ficou desabrigada. Agora, eles podem reconstruir o lar. O próximo passo é procurar uma loja de material de construção legalmente constituída para a aquisição do material e iniciar a obra da casa", acrescentou o diretor.

Programa social - As equipes da Cohab responsáveis pelo cheque moradia trabalham diariamente para identificar famílias que precisam e estão aptas a receber o benefício. O programa social tem como objetivo possibilitar às famílias de baixa renda construir, ampliar ou reformar suas casas.

Para se inscrever no Programa Cheque Moradia é necessário ter baixa renda e um terreno para construir ou imóvel em condições precárias de habitação. De janeiro até agora, o governo do Estado já contemplou com o benefício 1.494 famílias.

Ouça a matéria completa: