Obras de esgotamento sanitário avançam e população é orientada sobre saneamento

02/10/2019 12h49 - Atualizada em 02/10/2019 14h26
Por Tayná Horiguchi (COSANPA)

Por muitos anos, seu Judiney ouviu falar em saneamento básico, mas já não acreditava que o saneamento chegaria até a rua onde mora em Marabá, no sudeste do Estado. Mas, com os investimentos que estão sendo feitos pela Companhia de Saneamento do Pará, as ligações de esgoto chegaram até a Rua 7, do Vale do Itacaiúnas.

"Este benefício será muito bom para todos nós, porque com o esgoto não chegará sujeira nos nossos rios. Eu acredito que será um benefício para todos do bairro”, disse Judiney Ribeiro.

A equipe técnica-social da Cosanpa percorreu as ruas do bairro para fazer o cadastro dos moradores que optaram pela ligação à rede de esgoto. Dona Deuzina Cruz não pensou duas vezes e a instalação intradomiciliar foi realizada em sua casa. “Agora, com esgoto, vai ficar muito  bom. A fossa tinha um mal cheiro, com o esgoto vai melhorar muito”, declarou.

Os investimentos na área de esgotamento sanitário em Marabá ficam próximos de R$ 180 milhões. Por conta das obras é intenso também o trabalho da equipe social que realiza ações nas comunidades beneficiadas e também em escolas públicas da região.

Ações educativas

O objetivo é orientar sobre os cuidados com o meio ambiente, o consumo consciente da água e as consequências do despejo irregular de lixo para que a sociedade entenda a importância dos investimentos que estão sendo feitos. Além disso, oficinas e cursos de capacitação também são disponibilizados para contribuir com o desenvolvimento profissional dos moradores da cidade.

Um dos exemplos das ações educativas realizadas pela Cosanpa em Marabá foi a palestra sobre a importância do sistema de esgotamento sanitário, na Escola Municipal de Ensino Fundamental Professor Paulo Freire, no bairro Cidade Nova. Um engenheiro foi quem explicou aos estudantes a realidade do sistema de esgoto no Estado e de que forma a existência da ligação sanitária está interligada com a qualidade de vida da população.

“Importante trazer esse conteúdo de forma simples e clara para que os alunos se tornem multiplicadores, passem as informações para os pais. O tratamento de esgoto ainda é um privilégio de poucos municípios no Pará e até no país, de forma geral. Então é de extrema importância trazer as informações sobre o que está sendo feito aqui, demonstrando as estruturas e instalações, os investimentos que estão sendo realizados pelo Governo do Pará, através da Cosanpa, e que o cidadão também terá o dever de cuidar disso, de zelar pelo patrimônio que é de todos”, explicou o engenheiro civil Johnny Cássio.

Até os professores aproveitaram a oportunidade de conversar com um especialista para aprender um pouco mais sobre o tema. “É fundamental essa participação maior dos alunos e de toda a comunidade para que os investimentos efetivamente beneficiem a sociedade. Achei bem interessante a parte em que ele falou sobre o gasto que uma empresa tem para realizar o tratamento da água e se tiver não houver tratamento de esgoto, isso acaba refletindo no gasto com a produção da água”, refletiu Marcos Vinícius Almeida, professor. 

“O que entendi da palestra foi que muitas pessoas não têm conhecimento do quanto é prejudicial jogar lixo nos rios, nas praias. Isso causa poluição e animais morrem. A palestra foi bastante importante, ensinou várias coisas que eu ainda não sabia”, disse Míriam Lobato, aluna da escola.

“Acho muito importante essas palestras que estão ocorrendo nas escolas sobre o sistema de esgoto. Além de entender como funciona todo esse processo, serve para conscientizar todo mundo que não depende só do sistema, depende da gente também. Temos que cuidar dos nossos rios, do meio ambiente”, finalizou o estudante Kaliu Fakuri.