Cosanpa atende pedidos de moradores após reunião sobre residenciais de Icoaraci

24/09/2019 17h03 - Atualizada em 24/09/2019 18h38
Por Bianca Buenaño (COSANPA)

Gestores da Cosanpa e moradores dos residenciais discutiram a situação do abastecimento de água nos condomíniosA Companhia de Saneamento do Pará (Cosanpa) recebeu moradores dos residenciais Viver Maracá e Quinta dos Paricás, em Icoaraci, distrito de Belém, nesta segunda-feira (24). O encontro foi para discutir a situação do abastecimento de água nesses condomínios, que possuem sistemas construídos pelos programas “Minha Casa, Minha Vida” e que foram entregues para a operação do órgão estadual. A reunião contou com a presença do presidente da Companhia, José Antonio De Angelis, e o Secretário de Habitação de Belém, Maikenn Souza.

Os dois residenciais foram construídos pelos programas do governo municipal, “Viver Belém”, e federal, “Minha Casa Minha Vida”, em uma parceria da Prefeitura Municipal de Belém e o Governo Federal. O residencial Viver Maracá, bairro Maracacuera, foi entregue pela prefeitura em julho do ano passado, e possui 550 apartamentos. Abastecido pelo poço do bairro de Águas Negras, em Icoaraci, tem a medição da água feita de forma individualizada e por hidrômetro, um aparelho de precisão que mede e registra o consumo de água.

Os moradores pediram que uma equipe técnica da Cosanpa avalie a qualidade da água que está sendo distribuída para o residencial. “Nós já estávamos em contato com o secretário da Sehab e ele disse que o presidente da Cosanpa estava disposto a nos receber e nos ouvir. Poucas pessoas nos dão essa oportunidade. Nos reunimos com o seu José Antonio de Angelis, expomos todos os nossos problemas e estamos saindo daqui acordados e aguardando a visita de equipes da Cosanpa no nosso condomínio, foi uma reunião muito produtiva”, contou Marcilene Vilhena, moradora do residencial Viver Maracá.

De Angelis enfatizou o compromisso da Cosanpa em busca de soluções para satisfazer o cliente. “Eu vou solicitar para que seja feita a análise da água que está saindo do nosso poço e também da que está chegando na casa dos moradores. Vou pedir também que seja feita uma vistoria no poço do Águas Negras e, se for necessário, uma limpeza. Equipes vão até o local fazer ações sociais sobre o uso racional da água e explicar como funciona a tarifa da Cosanpa. Estaremos dentro do condomínio para atender aos moradores e tirar as dúvidas de cada um”.

O resultado da reunião agradou aos moradores dos dois residenciaisQuinta dos Paricás – O segundo residencial teve a primeira e segunda etapas do entregues no primeiro semestre desse ano, e a terceira ainda está em andamento. O condomínio tem sistema de abastecimento de água e tratamento de esgoto próprios. Entre os assuntos debatidos esteve o valor das contas.

“Nós viemos aqui fazer reclamações semelhantes às dos moradores do Viver Maracá, também estamos com problemas com a qualidade da água e nossas contas estão vindo muito altas”, explicou Fernando Souza, morador do residencial Quinta dos Paricás.

O titular da Cosanpa informou aos moradores que será feita uma revisão nos valores das contas e, se houver cobrança injusta, o valor será descontado. José De Angelis esclareceu também que todos os moradores têm hidrômetros, aparelho que mede o consumo dos clientes e é a forma mais justa de cobrança, já que o cliente paga pelo que consome. Além disso, o medidor ajuda a identificar perdas entre a produção e a distribuição de água, quando há vazamentos, por exemplo.

Ficou definido que a equipe técnica da Cosanpa também irá até o residencial Quinta dos Paricás para que sejam feitas as análises da água e dos hidrômetros. Ações sobre uso consciente da água também serão realizadas pelas equipes sociais da Companhia.

“Fiquei muito feliz com essa reunião. A Cosanpa abriu as portas pra Sehab e para os moradores, dando voz para cada representante. Eu, em nome da Sehab, me comprometo a ajudar a Companhia com essas ações, vamos dar suporte, caminhar juntos”, pontuou o secretário de Habitação de Belém, Maikenn Souza.