Hospital promove primeira visita de um animal para os pacientes

11/09/2019 18h49 - Atualizada em 12/09/2019 10h06
Por Marcelo Leite (HOIOL)

A alegria das crianças foi imediata com a chegada de Billy ao HospitalAs crianças internadas para tratamento contra o câncer no Hospital Oncológico Infantil Octávio Lobo, em Belém, receberam um visitante diferente nesta quarta-feira (11). Com 31 kg e 11 anos, Billy, um cachorro da raça Labrador, foi o primeiro animal liberado para entrar na unidade. O encontro do cachorro adestrado, e com atestado de saúde validado por médico veterinário, faz parte de um projeto que o Hospital desenvolveu ao longo deste ano para a implantação da Terapia Assistida por Animais (TAA), com base em experiências bem-sucedidas em outros centros de oncologia pediátrica do País.

O labrador Billy foi o primeiro animal autorizado a entrar no Oncológico Infantil“A reação das crianças a essa primeira visita mostra o quanto a visita pet pode ser importante para amenizar o processo de hospitalização e proporcionar momentos de prazer aos pacientes, que acabam aderindo ao tratamento oncológico com mais facilidade”, explicou a psicóloga social da unidade, Mariana Feijó.

Foi esse o resultado que Elaine Cristina Freitas observou na filha Isadora, 8 anos, após a visita de Billy. Em tratamento contra um tumor no sistema nervoso central, a menina matou a saudade de brincar com cachorros, como fazia em Tucuruí (município do sudeste paraense), antes de chegar ao Hospital. “Foi a chance que ela teve para lembrar ainda mais o ‘Jake’, o cachorrinho que ficou com o irmão no interior. Hoje, ela se divertiu bastante, e depois do encontro andou e conversou bastante com a gente, algo que não vinha fazendo em quase um mês que estamos aqui”, contou Elaine Freitas.

Responsável pelo adestramento de Billy, José Dourado ressaltou a emoção de ver as crianças felizes com a visita. “Apesar dos 11 anos de idade, o Billy só tem seis meses de treinamento. Hoje, eu acredito que ele cumpriu o seu papel, que era trazer alegria para essas crianças, suas mães e até para os funcionários. Espero que esse seja o primeiro de muitos outros encontros”, frisou o adestrador.Pacientes, familiares e funcionários aprovaram a visita de Billy

Referência para o diagnóstico e tratamento especializado do câncer infantojuvenil no Pará, o Hospital Oncológico Infantil Octávio Lobo é uma unidade do governo do Estado, que atende hoje cerca de 900 crianças e adolescentes do Pará e de estados vizinhos, como o Amapá. Em quase quatro anos de funcionamento, já ultrapassou 800 mil atendimentos, entre os quais 87.384 sessões de quimioterapia e 41.049 consultas, com um índice de aprovação atual de 98% dos usuários.