Em Cametá, Estado inaugura a 21ª escola estadual e visita obra de infraestrutura

06/09/2019 16h32 - Atualizada em 09/09/2019 14h39
Por William Serique (GABGOV)

A entrega foi feita pelo governador Helder Barbalho, que esteve acompanhado do prefeito Waldoli Valente e diversas autoridades.A população de Cametá, no nordeste paraense, recebeu, nesta sexta-feira (6), a nova Escola Estadual de Ensino Médio Júlia Passarinho – um investimento de R$ 4 milhões. A entrega foi feita pelo governador Helder Barbalho, que esteve acompanhado do prefeito Waldoli Valente e diversas autoridades. Em seguida, a comitiva vistoriou as obras do cais do Porto e, por fim, visitaram o Hospital Regional de Cametá. Na comitiva, também estiveram presentes o vice-governador Lúcio Vale; o deputado federal Beto Faro; os deputados estaduais Renilce Nicodemos e Luth Rebelo; e a secretaria adjunta de Estado de Saúde, Ivete Vaz.

Para o prefeito de Cametá, receber a equipe de governo é motivo de alegria, especialmente pelas obras com as quais o município está sendo beneficiado. “É assim que o governo deve proceder e é muito importante essa parceria entre o Estado e os municípios. Foi pelos apelos que fizemos a ele que conseguimos marcar para a próxima quinta-feira uma reunião para falar sobre as nossas reivindicações, dentro daquilo que o Estado possa aplicar. Essa visita do governador nos trouxe grandes horizontes”, relatou o prefeito de Cametá, Waldoli Valente.

A jovem Alcilene Caldas, 17 anos, cursa o 3° ano do ensino médio e falou sobre a estrutura da escola, que beneficia não só para alunos sem deficiência, mas também para os estudantes que precisam de acesso adequado para circular nas dependências do prédio. “Hoje sim, podemos estar todos no mesmo ambiente. Aqui existe acesso para pessoas com deficiência visual, deficiência física, então isso é muito gratificante para nós”, disse.

O vice-governador do Estado do Pará, Lúcio Vale destacou o papel da educação para a garantia do bem estar das famílias paraenses e do povo cametaense. “Estamos fazendo aquilo que nos comprometemos na eleição: resgatando uma educação de qualidade. Essa é a 21ª escola que estamos entregando em tempo recorde. Muito mais do que uma obra física, estamos recuperando o brilho no olhar dos alunos e professores que vêm aqui buscar o saber”, destacou Lúcio Vale.

A escola atende a 1.027 estudantes do ensino médio regular, Projeto Mundiar e Educação de Jovens e Adultos (EJA). Estrutura – A escola atende a 1.027 estudantes do ensino médio regular, Projeto Mundiar e Educação de Jovens e Adultos (EJA). A instituição de ensino foi reformada e ampliada com recursos do Banco Interamericano de desenvolvimento (BID) e do governo do estado. A obra demorou 1 ano e 6 meses, mas as aulas não foram interrompidas – os alunos foram realocados em outras instituições, na faculdade Uniasselvi e na escola municipal Santa Maria.

A unidade ganhou novas áreas de convivência. Agora, ao todo, são 10 salas de aula, 4 banheiros, laboratório multiuso, sala de vídeo, quadra de esportes coberta, sala de informática com 18 computadores, sala de depósito de material, área para depósito e descarte de lixo, galpão, sala do grêmio, sala de diretoria com banheiro, sala de vice diretoria com banheiro, sala de coordenação pedagógica, sala de arquivo, banheiros adaptados para pessoas com deficiência, despensa, cozinha, lavatório, área de serviço, espaço coberto para recreio, sala da secretaria, sala de professores e sala de depósito de materiais de educação física, biblioteca, cadeiras e quadros novos.

“Nós tínhamos um prédio mal estruturado, com muitas rachaduras e risco de cair. Estamos muito satisfeitos com esse novo espaço. Quase tudo é diferente. O dia de hoje vai ficar na história do município de Cametá e da família Júlia Passarinho. Todos os funcionários estão felizes, porque vamos confirmar um divisor de águas na educação para nós, é um novo horizonte para a escola”, declarou o diretor e professor de matemática, Ribamar Farias.

A escola é a maior do município e funciona nos três turnos. São 30 professores e mais 4 profissionais que trabalham na gestão. A instituição está preparada para receber alunos que precisam de atenção especial, já que os professores passaram por cursos de especialização; e a internet será instalada nos próximos dias.

Para a secretária de Estado de Educação, Leila Freire, o governo, por meio da Seduc, trabalha para que todas as escolas do Pará tenham esse padrão de qualidade. “Temos mais 85 unidades onde foram feitos serviços de manutenção preventiva e corretiva. Então é uma alegria, principalmente, quando entregamos a escola com uma estrutura física adequada e o corpo docente completo. É o que o governo colocou como meta e estamos fazendo”, ressaltou.

″Sendo a 21ª escola entregue, mostramos que seguimos primando pela qualidade, acreditando que a educação é o único caminho para construir um futuro melhor para o nosso estado”, afirmou o governador Helder Barbalho.Mais investimentos – Além de Cametá, o Governo já entregou outras escolas estaduais nos municípios de Belém, Benevides, Colares, Vigia, Marapanim, Bragança, Salinópolis, Terra Alta, Breves, Muaná, Redenção, Trairão, Medicilândia, Senador José Porfírio, Porto de Moz, Primavera e Ulianópolis.

“É uma satisfação entregar essa escola para a população, reafirmando o nosso compromisso de trabalhar por todo o Pará, por todas as regiões. Sendo a 21ª escola entregue, mostramos que seguimos primando pela qualidade, acreditando que a educação é o único caminho para construir um futuro melhor para o nosso estado”, afirmou o governador Helder Barbalho.

O chefe do Executivo estadual acredita que o momento também é oportuno para estar próximo da população. “Temos a possibilidade de ouvir as pessoas. Tudo para construir agendas que consolidem cada vez mais o trabalho da gestão, não só na educação, mas também em saúde, infraestrutura, produção e geração de emprego”, concluiu Helder Barbalho.

Para o deputado Beto Faro, a entrega de novas escolas e de outras instituições recuperadas em um prazo curto comprova o compromisso da gestão com o investimento em educação. “Cametá é uma das cidades mais importantes do nosso estado. Portanto, a região só agradece a vinda do governador. O Pará só ganha”, pontuou.

A obra tem 750 metros de extensão e fica na frente da cidade – dentro desses 750 metros, a erosão será contida.Infraestrutura – Após a inauguração, a comitiva visitou o trabalho realizado do Cais do Porto de Arrimo de Cametá. Iniciada em julho de 2018, a obra representa um investimento de R$ 8 milhões e 80 mil – sendo R$ 8 milhões vindos do Ministério do Desenvolvimento Regional, antigo Ministério da Integração Nacional, onde o governador Helder Barbalho era o ministro na época. O valor restante foi a contrapartida do município.

“Para mim, é de grande importância a preocupação do governador Helder com Cametá. Só temos a agradecer a Deus, por ele ter tanta determinação. Temos que caminhar com o governador para que ele possa fazer o nosso Estado melhor a cada dia. Esse governo tem responsabilidade, seriedade e credibilidade”, frisou a deputada estadual Renilce Nicodemos.

Segundo o deputado Luth Rebelo, "é fundamental para o governo do Estado fazer com que a população tenha cesso a serviços melhores. Então, é muito importante essa parceria do parlamento com o Estado, para fazer um governo de oportunidades e mais justo para o paraense".

Com 70% dos trabalhos concluídos e aprovada pelo engenheiro fiscal da Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil, a obra já teve a cravação de 5.000 metros lineares de estacas de trilhos, equivalentes a 400 estacas e 800m³. Na manhã da última quarta-feira, dia 4 de setembro, foi iniciada a parte visível da obra que é o aterramento do espaço, o que vai recuperar a via pública, que antes estava interditada devido à erosão.

O ferreiro Helton dos Santos Oliveira, de 28 anos, não escondia a felicidade em poder fazer parte dos trabalhadores que estão mudando a cara da cidade. “Tenho seis meses trabalhando nessa obra. Esse emprego veio em boa hora, tenho uma família aqui em Cametá, com baixa renda, tenho dois filhos e estou nessa batalha por eles, então, estou orgulhoso de trabalhar na obra que irá deixar a frente da nossa cidade mais bonita”, afirmou.

Atualmente, 35 pessoas estão trabalhando diretamente na obra e 5 indiretamente – 2 engenheiros e 3 encarregados. Como a estrutura anterior estava precária, a via pública estava interditada, a população não tinha acesso à área e as casas que ficam entorno do cais corriam risco de desmoronamento devido à erosão. Vinte metros do muro já haviam desmoronado e 400 metros de laje caído em frente à Igreja Matriz do município.

Orla beneficia população – A obra tem 750 metros de extensão e fica na frente da cidade – dentro desses 750 metros, a erosão será contida. O novo cais é de fundamental importância para o município como todo, pois, além de proteger a orla, contribui com a melhora da mobilidade urbana, com a liberação de mais uma rua. Também vai proporcionar um novo espaço de lazer para a população, mais segurança para os moradores do entorno, principalmente, os dos bairros São Benedito e Central, além de ser um novo ponto turístico.

A doméstica Selma Gomes não conteve a felicidade em ver o governador e declarou: “essa obra no cais do Porto representa tudo o que a gente queria e agora está acontecendo, graças a Deus”, concluiu. A previsão de entrega do novo espaço está prevista para o dia 30 de outubro deste ano, mas terá aditivo de prazo. De acordo com o projetista, em torno de 60 a 75 dias, a obra será concluída. “Nós, se Deus quiser, voltaremos ainda este ano para a inauguração da orla do município de Cametá”, reforçou o governador.

Além de Cametá, a unidade atende os municípios que compõem o 13º centro regional de saúde, que inclui Mocajuba, Baião, Oeiras e Limoeiro. Saúde – Por fim, Helder Barbalho visitou o Hospital Regional da cidade. Além de Cametá, a unidade atende os municípios que compõem o 13º centro regional de saúde, que inclui Mocajuba, Baião, Oeiras e Limoeiro. Os atendimentos são de clínica médica, Urgência e emergência, Pediatria, Cirurgia geral, Urologia, Proctologia, Gastroenterologia, Oftamologia, Cirurgia plástica, Otorrinolaringologia, Ginecologia, Traumatologia, Ortopedia, Radiologia. São 59 leitos e cerca de 20 mil pessoas atendidas por mês.

O governador vistoriou os serviços que estão sendo executados no hospital regional, destacando o trabalho que vem sendo feito para melhorar o atendimento e garantir a humanização num ambiente hospitalar. Ao final da visita, orientou que uma comissão, liderada pelo Victor Cassiano, diretor geral, reúna todas as informações de demandas para a ampliação dos atendimentos, novos serviços e equipamentos para o hospital.

“Na próxima semana, na quinta-feira, eu irei reunir com diversas lideranças do município de Cametá para deliberar as ações que o governo do Estado estará executando. Dentre elas, já asseguro a recuperação, reforma e ampliação do Hospital Regional de Cametá”, finalizou Helder Barbalho.