Alunos da Benjamin Constant se encantam com reforma da escola

Governador reinaugurou o espaço nesta sexta-feira (7). Essa é a 11ª reforma entregue só em 2019

07/06/2019 13h18 - Atualizada em 07/06/2019 14h23
Por Larissa Noguchi (SECOM)

A Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio Benjamin Constant, que fica no bairro do Reduto em Belém, foi reinaugurada na manhã desta sexta-feira (7). Esta já é a 11° escola entregue reformada pelo Governo do Estado somente este ano.

O espaço ganhou novas salas, laboratório de informática e salas multiuso, além da readequação de acordo com as leis de acessibilidade. Há 9 anos a escola não recebia reformas como esta, com reestruturação e construção de novos ambientes. A obra custou R$1.700.201,54, por meio de um contrato firmado com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID)

"Esta é uma escola com 118 anos de história, uma escola centenária que tem muita importância para a educação do Pará. Então, nossa expectativa era muito grande. Há 9 anos não recebíamos uma reforma como essa...com todos os laboratórios, além de manter o ensino integral entre 6° e 9°ano. Os alunos estão maravilhados" , disse a diretora da escola, Tássia Cristina Miranda Lopes.

O governador cumprimentou os alunos em sala de aula e conversou com professores e pedagogos, que anunciaram que a Escola Estadual alcançou, em 2018, a nota acima de 4 no IDEB, o índice de desenvolvimento da educação básica, criado para avaliar a educação em todo o país. Nota esta que é a média esperada para 2020. "Só seremos vitoriosos se a educação atingir patamares adequados, de qualidade. Patamares como esta escola conseguiu. Ffiquei muito feliz em saber que a Benjamin Constant já atingiu a meta do IDEB quer era esperada somente para o ano que vem. Isso é motivo de orgulho! O nosso objetivo é que todas as escolas tenham essa qualidade, seja em Belém ou lá em Jacareacanga, por exemplo", ressaltou o governador.

A professora Silvana Franco, comentou que reformas como essa são mais um passo na educação do Pará. "Além do sentimento de satisfação, a sensação que eu tenho é que a partir de agora o nosso trabalho pode ser visualizado de forma diferente. Eu estou há 15 anos trabalhando na educação pública do Estado e é a primeira vez que vejo uma escola como essa", festejou.

Carlos Daniel, um dos estudantes, ficou muito feliz em poder encontrar a escola nova e totalmente equipada: "É um ambiente muito diferente do que estava acostumado. Por entrar aqui, assim, já com tudo pronto e novo dá vontade de ficar mais tempo na escola e de estudar sempre mais", comentou animado.

Além desta unidade escolar, Belém já recebeu este ano outras duas reformas de escolas: a Jarbas Passarinho (reinaugurada no bairro do Marco); e a Escola Marilda Nunes, no Benguí, que foi reconstruída. Juntas, essas unidades beneficiam mais de 2 mil estudantes dos ensinos fundamental e médio.