Avenida Centenário tem novo radar aferido pelo Imetropará

14/01/2015 11h55
Por Redação - Agência PA (SECOM)

O Instituto de Metrologia do Estado do Pará (Imetropará) aferiu os novos radares instalados pela Secretaria de Mobilidade Urbana de Belém (Semob). A primeira aferição ocorreu na noite de terça-feira, 13, nos dois equipamentos – um em cada pista da via - localizados na Avenida Centenário, em frente ao Parque Ecológico da Prefeitura de Belém. A inspeção começou por volta das 20h e o trânsito teve que ser desviado para a Rodovia dos Trabalhadores. A operação contou com apoio da Polícia Militar do Pará e da Guarda Municipal, que mobilizaram equipes para fazer a segurança no local. O serviço durou cerca de três horas e a via foi liberada após a conclusão dos testes.

Segundo a Semob, serão instalados seis novos novos radares, totalizando 14 pontos com fiscalização eletrônica em funcionamento. Os equipamentos vão funcionar nas avenidas Centenário e Pedro Álvares Cabral, próximo da Rodolfo Chermont; rodovia Augusto Montenegro, próximo da Centenário; em três pontos na Almirante Barroso (avenidas Tavares Bastos, Júlio Cesar e Lomas Valentinas). Na Almirante Barroso os equipamentos medirão a velocidade dos veículos, passagem sobre faixa e avanço de sinal vermelho. Os radares só podem entrar em operação após a verificação e repasse do certificado à Semob.

"A missão do Imetropará é dar segurança aos transeuntes e assegurar que esses radares passaram por aferição do Estado e estão funcionando corretamente. Os equipamentos só podem ser liberados para operar após a aferição do Imetro", reiterou o presidente do Imetropará, Jorge Rezende.

Com o auxilio de um tacômetro, os técnicos do Imetro analisaram as velocidades medidas pelo radar quando o veículo passava pelo aparelho, para verificar se as informações coincidiam. “Durante a aferição, o veículo de teste circulou em cinco velocidades diferentes, 30km/h a 100km/h, por todas as faixas da via. Após os teste o radar receberá o certificado de qualidade e estará pronto para funcionar. O laudo fica pronto em cindo dias úteis”, explicou o gerente de instrumento do Imetropará, Emerson Leite.