PM comemora 33 anos do pelotão feminino

05/02/2015 09h56
Por Redação - Agência PA (SECOM)

Foi realizada na manhã desta quarta-feira, 4, a solenidade alusiva aos 33 anos de criação da Polícia Feminina na Polícia Militar do Pará. Realizado no auditório do novo Quartel do Comando Geral, o evento foi presidido pelo comandante da PMPA, coronel Roberto Campos, que em suas palavras ressaltou a importância da mulher e a dedicação das mesmas à família e à corporação. "É um orgulho para a instituição. A Polícia Militar do Pará é um exemplo. Acabou com preconceitos. Hoje temos até policial feminino dirigindo viaturas. A tendência é só melhorar", disse.

Durante a solenidade também foram entregues os diplomas de "Amigo da Polícia Militar", para o coronel da reserva Roberto Campos, que foi o coordenador do primeiro curso de formação do pelotão feminino, além da deputada Ana Cunha, que propôs o projeto de lei que instituiu o dia 1º de fevereiro como o Dia da Policial Feminina Paraense.

Receberam um buquê de flores, como forma simbólica de profundo agradecimento, a coronel da reserva Heloisa Helena, 1ª Coronel Feminino da PMPA; as coronéis Telma Susi e Neyla Regina, oficiais femininos no último posto da corporação; a senhora Cléa de Carvalho, mãe da Coronel PM Izanete Carvalho de Lima, 1° Comandante da Companhia Feminina, já falecida; a tenente coronel Ivone Mendes, primeira colocada em todos os cursos dos quais participou; para a capitão da reserva Ailsi Guimarães, Policial Militar com mais tempo na Reserva Remunerada e para a sub-tenente da reserva Amélia Garcia, Policial Militar de destaque na corporação na área de Treinamento Físico Militar.

A capitão Maurea Leite proferiu as palavras de agradecimento e, após as homenagens, houve o sorteio de brindes para as policiais. Participaram do evento os coronéis Lázaro Saraiva, chefe do Estado Maior Estratégico; Carlos Eduardo, Ajudante Geral, além de representantes dos demais departamentos da PMPA.

No dia 1º de fevereiro de 1982 foi criado o primeiro pelotão feminino de Polícia Militar. Comandado pelo coronel, hoje na reserva remunerada, Roberto Pessoa Campos e com a participação das tenentes Vera e Neusa, da Polícia Militar do Estado de São Paulo, além do então Aspirante a Oficial Clementino Ruffeil, foi iniciado o curso de formação das alunas sargentos e soldados. O curso, que durou três meses, foi desenvolvido no Centro de Formação e Aperfeiçoamento de Praças (CFAP), à época localizado no distrito de Outeiro.

<