Ação da Vice-governadoria leva serviços de cidadania e saúde à comunidade quilombola em Baião

17/05/2015 14h18

A comunidade quilombola da Vila Umarizal, distante cerca de uma hora em travessia de balsa do município de Baião, no Baixo Tocantins, recebeu no último sábado, 17, a caravana Ação Cidadania, da Vice-Governadoria do Estado, que reuniu o Pro Paz, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros Militar e, como parceira, a empresa Racco Cosméticos. A programação, levada pela primeira vez à localidade, disponibilizou serviços gratuitos de saúde, beleza e cidadania a cerca de 1.500 pessoas, reunidas no ginásio da Escola Polo. 

A presença da caravana garantiu a emissão de 1ª e 2ª vias da carteira de identidade, certidão de nascimento, fotos 3x4, atendimento jurídico, médico e odontológico - incluindo aplicação de flúor e escovódromo às crianças -, verificação de pressão arterial e glicemia e distribuição de lanche e almoço.

Lucideia Lopes, 33 anos, aproveitou a programação para tirar a segunda via da certidão de nascimento e se consultar. "Há muito tempo precisava tirar outra certidão mas não tinha como pagar, e agora estou aproveitando que o serviço está sendo feito aqui mesmo na comunidade e ainda por cima é de graça. Daqui a pouco vou me consultar também. É muito bom quando a gente tem a chance de pegar uma ação como essa, que está sendo maravilhosa", declarou.

Jonas Vieira, 57 anos, nascido e criado na Vila Umarizal, optou pelos serviços médicos. "Achei muito bom que essa ação tenha vindo até a nossa vila. Eu nunca tinha visto isso acontecer aqui, mostra que o governo está se interessando por nós, vindo até o nosso povo", observou.

A estudante Lucimar Gomes, 17,  comemorou a aquisição do RG. "Finalmente vou conseguir tirar minha Carteira de Identidade. Já tentei várias vezes ir em Baião e nunca deu certo. Estamos agradecidos ao governo por nos dar essa oportunidade", comemorou.

Maria Idalina, 36, garantiu uma consulta médica e também levou a filha de nove anos para atendimento odontológico. "Além de cuidar da minha saúde, vou aproveitar pra levar minha filha no dentista. Dificilmente a gente consegue atendimentos como esses aqui, por ser mais distante. E hoje é o dia de aproveitar, porque não precisamos nem mesmo sair da vila”.

Valdenira Silva, 26, consultou a filha de sete anos e não perdeu a chance de usufruir dos serviços de beleza. "Eu saí de casa apenas pra trazer minha filha para se consultar, mas já estou aproveitando pra fazer uma limpeza na pele. Essas coisas são quase impossíveis de acontecer por aqui. Toda a equipe da caravana está de parabéns”, enfatizou.

Marinalva Menezes, 52, separada há quatro anos, há muito vinha buscando por orientações jurídicas. "Eu precisava muito resolver algumas coisas, mas por aqui tudo é muito difícil. Hoje vou pra casa com todas as dúvidas tiradas e já dei entrada no que era preciso. Estou muito feliz e aliviada”, revelou.

Marcela Vale, de apenas seis anos, foi pela primeira vez a um dentista e recebeu várias orientações para manter a dentição em dia. "É a primeira vez que limpo os dentes com uma doutora. Gostei muito. Ela me ensinou a escovar certinho”, contou a menina.

Já para Luiziana Barbosa, odontóloga e nascida na vila, foi muito prazeroso voltar à terra natal e poder servir a comunidade. "É muito importante a prática da cidadania e o dever social do profissional. Como filha de Baião, me sinto ainda mais no dever de contribuir para com meu município. Poder ajudar crianças que nunca tiveram esse serviço faz toda a diferença. Estarei sempre que possível auxiliando o governo nessas ações ", garantiu.

A equipe do Corpo de Bombeiros, que reforçou os serviços da caravana com noções de primeiros-socorros e combate à incêndios, acabou por prestar atendimento à pequena Bianca, de dois anos, que havia acabado de sofrer queimaduras de 2º e 3º graus durante um acidente doméstico. “Foi Deus que trouxe vocês hoje aqui. A gente não teria como levar ela pro Hospital de Cametá, que é o mais próximo e o único que tem condição de atender esses casos”, agradeceu o pai Raimundo Mendes.

Narciso Vieira, presidente da Associação dos Quilombolas do Umarizal falou da satisfação de toda a comunidade em receber a ação social do governo e também a visita do governador em exercício, Zequinha Marinho, que acompanhou a caravana. "Tenho certeza de que todos saem daqui muito felizes por essa iniciativa. Esperamos que esta visita nos traga também um retorno para aquilo que estamos precisando e que já apresentamos ao vice-governador. Contamos com o apoio dele para que essas mudanças possam acontecer.”

Nelito Lopes, que integra a equipe do gabinete da vice-governadoria e coordenou o evento, falou da oportunidade histórica que estava sendo oferecida à comunidade, da qual também é proveniente. "Nasci e cresci aqui. E hoje tenho a felicidade de poder testemunhar esse importante passo para que a Vila Umarizal está dando em direção a um futuro melhor e mais digno para os seus habitantes. Quando apresentamos ao vice-governador a proposta de trazer a estrutura da caravana até a comunidade ele foi muito receptivo e se dispôs não apenas a ouvir o pleito dos moradores, como a encaminhá-los aos órgãos competentes."

O governador em exercício Zequinha Marinho ministrou palestra sobre cidadania e políticas públicas para entidades quilombolas. Na ocasião, ele destacou o direcionamento que precisa ser dado às questões mais urgentes postas pela comunidade e colocou a sua equipe à disposição para acompanhar o encaminhamento das demandas. "A partir de hoje, nosso gabinete está a disposição de vocês para buscarmos alternativas que venham ao encontro das necessidades de quem vive aqui. Nossa diretriz principal nesse governo é garantir que o desenvolvimento econômico e social chegue a todas as regiões desse Estado", reforçou.

Entre os compromissos assumidos pelo governador em exercício estão a solução para o programa do Sistema Modular de Ensino do 2° grau, com a viabilização de uma escola anexa à já existente na vila, a regularização fundiária das terras dos quilombolas, a aquisição de patrulhas mecânicas para o fomento às atividades agrícolas, a implantação da rede elétrica na escola polo do Umarizal e a execução de um projeto de engenharia sanitária que preveja a construção de banheiros na vila.

Baião é o município paraense que concentra maior número de remanescentes de quilombos. A comunidade da Vila Umarizal é um das muitas originadas do processo de formação de comunidades negras rurais na Amazônia no período colonial do século XVIII.

A caravana  Ação Cidadania contou, ainda, com a participação do prefeito de Baião, Nilton Lopes de Farias; da vice-prefeita Jandira Dias; do deputado estadual Jaques Neves (PSC), da coordenadora do Núcleo de Apoio aos Povos Indígenas, Comunidades Negras e Remanescentes de Quilombo, Adelina Braglia, e representantes de várias entidades.

Por Redação - Agência PA (SECOM)