Governo entregará a Rodovia do Tapanã ainda neste semestre

Com a via completamente finalizada e apta ao uso, cerca de meio milhão de pessoas serão beneficiadas

26/03/2020 17h04 - Atualizada em 26/03/2020 18h02
Por Michelle Daniel (NGTM)

Até o final deste semestre, o Governo do Pará, por meio Núcleo de Gerenciamento de Transporte Metropolitano (NGTM), prevê a entrega da rodovia do Tapanã, duplicada, pavimentada e sinalizada. A via localizada dentro do município de Belém, faz parte de um conjunto de obras de mobilidade urbana do Governo, por se tratar de um corredor de transporte importante da capital paraense e que interliga a outras vias, como a as avenidas Augusto Montenegro, Centenário e Arthur Bernardes. São quase 5 km de obras. Com a entrega da rodovia, cerca de 500 mil pessoas serão beneficiadas.

As obras ganharam ritmo acelerado no início de 2019, na atual gestão do NGTM. A via recebeu novo sistema de drenagem, asfalto e segue em conclusão com a implantação de calçadas com acessibilidade, canteiro central, ciclofaixa, nova iluminação pública e sinalização viária. Todo esse trabalho já está beneficiando a população que mora próximo da rodovia.

Ivan dos Santos“Pelo que era essa rua, está ótimo. Antes era uma buraqueira só. Da forma que estava nem bicicleta podia andar. Hoje não, graças a Deus está tudo ótimo. Para mim, o trabalho está aprovado”, comenta Ivan Maciel dos Santos, de 56 anos, vendedor e morador no bairro do Tapanã.

O autônomo Mário Gama, de 61 anos, também relata que a rodovia mudou totalmente. “Antes era muito cheia de buraco. A gente andava a noite aqui, não conseguia ver as crateras e acabava caindo nelas. Hoje em dia a gente anda tranquilo. Eu estou gostando muito trabalho feito aqui”, afirma.

As obras também geram cerca de 350 postos de trabalho, valorizando a mão-de-obra local, como Aldo Manoel Trindade, de 43 anos. “É uma grande satisfação estar trabalhando nessa obra. Aqui foi uma porta de emprego que apareceu e sou grato por isso, pois é de onde tiro meu sustento para levar para minha família. É satisfatório fazer um serviço de qualidade”, conta.

A obra é mais uma etapa do Projeto Ação Metrópole, do Governo do Estado, implantado nos anos 2000, com o objetivo de planejar e executar obras de mobilidade urbana na Região Metropolitana de Belém. Com as obras concluídas, a via será entregue para o município de Belém que será responsável pela gestão e manutenção da rodovia. 

“Nossa expectativa é que até final de junho deste ano entregaremos a via totalmente pronta. Ela está dentro do município de Belém e não integra a Região Metropolitana. Porém, os corredores que também dão acesso à ela, como Arthur Bernardes, integram com o centro de grande movimento de embarque e desembarque de cargas e, também o acesso ao distrito de Icoaraci, um dos mais populosos da cidade. Portanto, é um importante corredor de mobilidade urbana que tem a função de desafogar o tráfego nas outras vias, criando também alternativa para os veículos”, finaliza o engenheiro Eduardo Ribeiro, diretor-geral do NGTM.