Pautas


Com um mês de funcionamento, Hospital Regional dos Caetés é referência no nordeste do Pará

Por Caroline Rocha (SESPA)
Abertura: 10/12/2019 11h00
Encerramento: 10/12/2019 11h30
Local: Hospital Regional dos Caetés
Endereço: Avenida Barão de Capanema, n° 3191, Bairro Centro
Contatos: Caroline Rocha: (91) 9 9283-5337

A Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa) realiza nesta terça-feira (10) coletiva de imprensa, no Hospital Regional dos Caetés, na sede municipal de Capanema, às 11 h. O titular da Sespa, Alberto Beltrame, falará sobre o funcionamento do Hospital, referência em Traumatologia e Cirurgia Geral para 16 municípios do nordeste paraense, e que até esta segunda-feira (09) já realizou 75 internações hospitalares/cirúrgicas, das quais 13% para cirurgia geral e 87% para tratamento ortopédico.

A unidade, que integra a rede de hospitais públicos do Pará, está com 80% de taxa de ocupação, entre pacientes internados e autorizados para internação nas próximas 24 horas. Os leitos restantes, que completam os 49 existentes, estão vagos e disponíveis, aguardando pacientes encaminhados para internação.

Desde sua inauguração, no último dia 5 de novembro, o Hospital Regional dos Caetés recebe pacientes referenciados pela Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Capanema e pelos serviços de urgência e emergência existentes na região, nas especialidades de Traumatologia e Cirurgia Geral, como consta da decisão da Comissão Intergestores Regional (CIR), nº 32.657, publicada no Diário Oficial do Estado em 5 de junho de 2014.

Com a inauguração, o governo do Estado, por meio da Sespa, ampliou os serviços de média e alta complexidade, fortalecendo a rede de saúde especializada na região.

A unidade dispõe de 49 leitos operacionais, sendo 32 de internação (mais um de isolamento), distribuídos entre clínica cirúrgica (13 leitos) e traumatologia (20 leitos), UTI adulto (10 leitos), Urgência/Emergência (06 leitos).

Já o centro cirúrgico conta com três salas para realização de procedimentos. O Hospital dispõe ainda de ambulatório para atendimento de pessoas egressas da área de urgência e emergência referenciada. Os serviços obedecem às políticas nacional e estadual de referência de média complexidade, definidas por normas do Ministério da Saúde e pela Sespa.