Nova Fapespa discutirá projeto estratégico para o Estado

12/01/2015 19h11

A Fundação Amazônia de Amparo a Estudos e Pesquisas do Pará (Fapespa), resultado da fusão entre a a Fundação de Amparo à Pesquisa e o Instituto de Desenvolvimento Econômico, Social e Ambiental do Pará (Idesp), é “um órgão central, que irá provocar discussões à criação de um projeto estratégico de desenvolvimento para o Estado", destacou o presidente da instituição, Eduardo Costa, nas reuniões que realizou na última sexta-feira (09), com servidores da Fapespa e integrantes das três diretorias do Idesp, que passaram a integrar a estrutura funcional da nova Fundação.

O novo gestor destacou a reengenharia da estrutura administrativa feita no Governo do Pará e apresentou as diretrizes de trabalho e o papel da Fundação neste novo governo. Segundo ele, a Fundação trabalhará de forma transversal, por meio de parcerias com outros órgãos da administração estadual.

O presidente afirmou que não deverá haver barreiras nessa nova gestão, e ressaltou que "temos que nos unir para construção de uma instituição central, forte, com novas finalidades, que serão construídas de forma coletiva".

Ele acrescentou ainda que a nova Fapespa terá o desafio de “alimentar a formulação de políticas, de prestar contas para a sociedade do que fomenta em Ciência, Tecnologia e Inovação no Estado”.

Com a reestruturação, a Fapespa passa a contar com as diretorias Administrativa e de Planejamento, Orçamento e Finanças; de Operações Técnicas, Científica, de Estudos e Pesquisas Socioeconômicas e Análise Conjuntural; de Pesquisa de Estudos Ambientais e de Estatística e de Tecnologia e Gestão da Informação.

Por Redação - Agência PA (SECOM)