Estudo econômico da Fapespa é fonte para projeto do Sebrae

20/01/2015 19h36

Com o tema “Economia do Estado e IDH nos municípios”, a diretora de Pesquisas e Estudos Ambientais da Fundação de Amparo a Estudos e Pesquisas do Pará (Fapespa), Andréa Coelho, fez nesta terça-feira (20), no Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), uma apresentação sobre as potencialidades do Estado e os desafios para o fomento dos pequenos e microempreendedores paraenses.

Durante a apresentação ao superintendente do Sebrae, Fabrízio Guaglianone, ao diretor técnico, Hugo Suenaga, e ao gerente de capacitação empresarial, Miguel Pantoja, a diretora da Fapespa destacou as atividades em potencial para a economia do Pará, entre elas a minerária e a agropecuária. Além disso, abordou sobre os projetos de infraestrutura como forma de viabilizar o desenvolvimento dessas atividades.

“Apresentei uma análise sobre o Pará, que tem características ímpares, com atividades econômicas importantes. Vale lembrar que temos questões como as das terras indígenas e das unidades de conservação. O desafio é desenvolver o Estado com foco na mineração e na agropecuária, visto que o rebanho paraense é o quarto maior do Brasil e que a produção de dendê e o cultivo de grãos estão em plena expansão, porém, devem estar alinhados à preservação do meio ambiente”, explicou.

A diretora também ressaltou que esta é uma oportunidade de se trabalhar, por exemplo, os indicadores relacionados à educação, pois com o papel de fomentar os pequenos negócios, o Sebrae pode estimular as potencialidades e ajudar a superar as limitações a fim de dinamizar a economia paraense por meio do Fapespa.

Para o gerente de capacitação do Sebrae, Miguel Pantoja, a fundação tem papel fundamental para o planejamento e efetivação de ações. “Com essa apresentação, conseguimos obter informações atuais sobre a economia do Estado e, dessa forma, podemos alinhar os nossos projetos, saber quais são as necessidades em termos de gestão dessas empresas e, claro, com esses grandes empreendimentos que a Fapespa nos apresentou, podermos criar uma série de oportunidades para os empreendedores que precisam de muita informação e capacitação”, salientou.

Por Redação - Agência PA (SECOM)