Hemopa fortalece parceria com a rede hospitalar para elevar número de doações

26/01/2015 14h53

A presidente do Hemopa, Ana Suely Saraiva, reuniu com equipe do Hospital de Clínicas Gaspar Vianna para reforçar as parcerias públicas e privadas de forma a garantir a melhoria do atendimento transfusional, por meio da sensibilização do maior número de candidatos à doação voluntária de sangue, na rede hospitalar. Na ocasião, a presidente do HC, Ana Lydia Cabeça, apresentou as ações desenvolvidas junto aos servidores, familiares e acompanhantes de pacientes, além da comunidade do entorno, para elevar o número de doações de sangue.

Ana Lydia se colocou à disposição para dar continuidade ao trabalho integrado, essencial para o atendimento da demanda interna do hospital, responsável também pela captação de doadores de sangue para o reforço do estoque estratégico do hemocentro paraense, que abastece mais de 220 hospitais no Estado.

Responsável técnica pela Agência Tranfusional do Hospital de Clínicas, a médica hematologista Iê Fernandez, informou que a unidade tem uma média mensal de 400 solicitações transfusionais. Ela ressaltou a necessidade do fortalecimento da parceria entre as duas instituições, alinhando algumas ações que já são desenvolvidas no hospital para estimular esse ato solidário.

Iê Fernandez destacou algumas ações encaminhadas pelo Comitê Transfusional do HC, que atualmente é composto por 12 membros, entre elas a realização de oficinas para formação de agentes multiplicadores junto aos servidores; distribuição de panfletos para familiares e acompanhantes de pacientes e comunidade; a execução dos programas “Residente Sangue Bom”, que envolve o segmento acadêmico que atua no hospital, e “Servidor Solidário”, que incentiva a doação de sangue entre os funcionários da instituição.

Ana Lydia Cabeça destacou ainda os esforços que estão sendo destinados para a perda zero das unidades de hemocomponentes, para otimizar a captação de doadores e o uso racional do sangue. Para Ana Suely, essas práticas são fundamentais para o sucesso das ações desenvolvidas junto à rede hospitalar na promoção da doação de sangue. “Temos que estar juntos para assegurar atendimento de qualidade e em quantidade adequada aos nossos usuários. No entanto, a responsabilidade de abastecer do banco de sangue é de todos os cidadãos”, observou.

Durante a reunião, a gerente de Captação de Doadores do Hemopa, assistente social Juciara Farias, detacou o serviço “Caravana Solidária”, que disponibiliza transporte, com a cessão de um microônibus com capacidade para 30 pessoas, para conduzir pequenos grupos de voluntários até os pontos de coleta da capital - sede do Hemocentro e Estação de Coleta Hemopa-Castanheira, na BR-316.

Podem doar sangue pessoas com boa saúde, peso acima de 50 kg e idade entre 16 anos completos e 69 anos. Menores de 18 anos precisam da autorização dos pais ou responsáveis. É necessário portar documento de identidade original e com foto. Não precisa estar em jejum, ao contrário, a boa alimentação garante ao doador que não apresente mal estar durante a coleta. O homem pode doar a cada dois meses, e a mulher a cada três.

Serviço: A Fundação Hemopa fica na Travessa Padre Eutíquio, 2109, e realiza coleta de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 18 h, e aos sábados, das 7h30 às 17h.

A Estação de Coleta Hemopa-Castanheira funciona no térreo da passarela Pórtico Metrópole, que dá acesso ao Shopping Castanheira, e funciona de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 18h, e aos sábados, das 7h30 às 17h. Mais informações pelo fone 0800 280 8118.

Por Redação - Agência PA (SECOM)