Ação social marca o Dia da Não Violência em Icoaraci

01/02/2015 21h08
Por Redação - Agência PA (SECOM)

A quadra de esportes da Igreja de Nossa Senhora de Fátima, no conjunto Cohab, em Icoaraci, e o residencial Ibifan, no Parque Verde, receberam mais de duas mil pessoas na manhã do último sábado, 31. Os dois locais foram escolhidos para sediar uma programação organizada pela Polícia Civil para marcar o Dia da Não Violência, celebrado no dia 30 de março, que contou com a oferta gratuita de serviços como emissão de documentos, atendimentos jurídicos e de saúde, cortes de cabelo e consultoria estética, prestados com o apoio de instituições parceiras.

Segundo o assessor de Relações Interinstitucionais da Polícia Civil, Luiz Monteiro Júnior, somente a Diretoria de Identificação do órgão emitiu 182 documentos de identidade. A programação contou com a parceria da Prefeitura de Belém, que ofereceu diversos serviços e desenvolveu atividades lúdicas voltadas às crianças que foram acompanhando os pais. 

Diversas lideranças comunitárias dos distritos de Icoaraci e Outeiro, bairro Parque Verde e da Comunidade Internacional da Família ajudaram na promoção do evento. "Tivemos total apoio da Prefeitura de Belém, por meio do programa Ama Belém, Portal do Trabalhador, Secretaria Municipal de Saúde (Sesma) e Guarda Municipal, e também da Polícia Militar do Pará", destaca Luiz Monteiro.

A Assessoria de Relações Interinstitucionais (ARIN), da Polícia Civil, é responsável por promover a integração da Polícia Civil com as demais instituições e órgãos, públicos e privados, e com a comunidade em geral. É também missão da unidade receber críticas e sugestões sobre a atuação da Polícia Civil, promover palestras e campanhas para esclarecimento das atividades desenvolvidas pela instituição, manter um cadastro de comunidades organizadas, planejar, coordenar e executar programas e projetos voltados à promoção da cidadania.

Paralela à ação no conjunto Cohab, foi desenvolvida outra ação social no residencial Ibifan, onde 200 carteiras de identidade foram expedidas à comunidade. O trabalho contou com a parceria do Gabinete de Gestão Integrada do Município de Belém (GGIM), da Diretoria de Prevenção Social da Violência e da Criminalidade (Diprev) - vinculada à Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Segup) -, do programa Ama Belém e da Sesma.