Operação Hypnus fecha 33 estabelecimentos irregulares na Grande Belém

03/02/2015 18h17
Por Redação - Agência PA (SECOM)

O Sistema Integrado de Segurança Pública do Estado fechou 33 estabelecimentos irregulares na região metropolitana de Belém durante a operação "Hypnus", deflagrada no fim de semana. A ação teve a atuação de policiais civis e militares e agentes das Guardas Municipais de Belém, Ananindeua e Marituba. No último sábado, 31, a ação policial foi levada aos bairros do Guamá, Jurunas, Cremação e Condor, onde, ao todo, 32 estabelecimentos foram fiscalizados. 

Destes, 14 foram fechados por falta de licença, licença vencida e um por desvirtuamento de atividade, já que tinha alvará para funcionar como depósito de bebidas, mas era usado para festas de aparelhagem. Em Marituba, foram fiscalizados onze estabelecimentos, dos quais nove foram fechados por ausência de licença ou alvará vencido. No dia 1º, a operação foi aos bairros de Val-de-Cans, Sacramenta, Telégrafo, Barreiro e Maracangalha, nos quais dez estabelecimentos foram fiscalizados.

Todos foram fechados por irregularidades. Os donos dos estabelecimentos fechados foram notificados a comparecer no próximo dia útil à Divisão de Polícia Administrativa (DPA) para regularizar os locais. Enquanto isso, os estabelecimentos devem permanecer fechados e, em caso de descumprimento, o dono está sujeito a responder pelo crime de desobediência.