Programa de Licenciaturas Internacionais recebe projetos

20/02/2015 10h47

A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) está com inscrições abertas para a seleção de propostas para o Programa de Licenciaturas Internacionais (PLI) em Portugal. Serão selecionados projetos de parceria universitária nas áreas de Biologia, Física, Matemática, Química e Português. O objetivo do programa é valorizar e estimular a formação de professores de educação básica no Brasil.

Poderão apresentar propostas os professores que seguirem os seguintes critérios: ser brasileiro ou estrangeiro com visto de residência permanente; ser docente com doutorado e estar vinculado a um dos cinco cursos de licenciatura relacionados no edital; estar em efetivo exercício no magistério da educação superior durante todo o período de vigência do projeto; possuir título de doutor há, no mínimo, três anos, contados até a data do último dia de inscrição e não ter projeto em andamento no âmbito do Programa de Licenciaturas Internacionais (PLI) Portugal.

As inscrições são gratuitas e devem ser feita diretamente no site da Capes até às 16 horas, horário oficial de Brasília, do dia 21 de março de 2015. Os projetos devem ser elaborados em parceria com uma das seguintes universidades: Algarve, Aveiro, Beira Interior, Coimbra, Évora, Lisboa, Minho, Nova de Lisboa, Porto e Trás-os-Montes e Alto Douro.

A Capes prevê a aprovação de até 40 projetos, com duração de dois anos, podendo ser prorrogado por mais dois anos, com a oferta de sete bolsas por licenciatura. Serão selecionados trabalhos de parceria universitária entre cursos de licenciatura de universidades brasileiras e universidades portuguesas visando à realização de graduação sanduíche, em período de 12 a 22 meses, de estudantes brasileiros.

O estudante vinculado ao projeto e selecionado para realizar a missão de estudos pelo período de um ano, deve cumprir os seguintes requisitos: ser brasileiro ou estrangeiro com visto de residência permanente no Brasil; estar em dia com as obrigações eleitorais; ter obtido nota no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) igual ou superior a 600 pontos, em exames realizados no período de 2009 a 2014; ter cursado todo o ensino médio em escolas públicas brasileiras ou ter cursado o ensino médio em escolas particulares na condição de bolsista integral em função de baixa renda familiar; ser selecionado pelo coordenador brasileiro e aceito pela universidade portuguesa; estar apto a iniciar as atividades relativas ao projeto imediatamente após ser aprovado.

A seleção final será publicada em junho de 2015 e o início das atividades dos estudantes em Portugal será em agosto. Confira o edital e outras informações no site www.uepa.br.

Por Redação - Agência PA (SECOM)