Sectet articula parcerias com o governo federal em três áreas

06/03/2015 09h39
Por Redação - Agência PA (SECOM)

O titular da Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Educação Técnica e Tecnológica (Sectet), Alex Fiúza de Mello, esteve em Brasília esta semana para retomar parcerias e articular novas possibilidades de acordo entre a secretaria e o governo federal. Ensino profissionalizante, desenvolvimento do setor de fitoterápicos e expansão da rede de fibra ótica no estado foram alguns dos assuntos abordados em diferentes instituições e ministérios.

Na terça-feira (3), o secretário participou de uma reunião no Ministério da Educação (MEC) para discutir parcerias no âmbito da educação profissional. Alex Fiúza de Mello apresentou a nova estrutura da educação técnica e tecnológica do estado do Pará e pleiteou apoio na execução dos programas previstos. A partir da reunião, foi decidido que a Sectet  também será uma das referências para o MEC, no que diz respeito ao setor no Pará. O MEC se comprometeu a enviar a Belém, ainda em março, uma equipe de técnicos para ministrar uma oficina de dois dias aos gestores da Sectet ligados à Diretoria de Educação Técnica e Tecnológica.

Ainda tratando do tema do ensino profissional, o secretário foi até o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) para formalizar uma parceria voltada a atender demandas do setor produtivo ligadas à formação profissionalizante. Em breve, será assinado um acordo de cooperação técnica entre as duas instituições visando à oferta de vagas em cursos de formação e qualificação do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec).

No Ministério da Saúde (MS), o titular da Sectet debateu junto ao secretário de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos, Jarbas Barbosa, as diretrizes do Programa FarmaViva, que prevê a implantação de um laboratório para produção de medicamentos à base de plantas e hortos para cultivo de mudas com certificação, em Santarém.

O projeto é fruto de um convênio firmado em 2012 entre o Governo do Estado do Pará e o MS. Ainda no ministério, o gestor teve audiência na Secretaria de Inovação para retomar as parcerias focadas no apoio a pesquisas e patentes no setor de biofármacos e na viabilização do laboratório público “Parafarma”.

A expansão da rede de fibra ótica do estado do Pará foi a pauta da reunião da quarta-feira (4), entre o secretário Alex Fiúza de Mello e o diretor da Rede Nacional de Pesquisa (RNP), Nélson Simões. O secretário apresentou os planos de expansão da banda larga no Pará e solicitou maior apoio do governo federal ao projeto. Ao final, a RNP sinalizou interesse em ampliar a parceria e antecipou que virá a Belém discutir o assunto com técnicos da Sectet e Prodepa.

Para finalizar sua visita, o secretário participou de uma reunião especial do Conselho Nacional de Secretários Estaduais para Assuntos de CT&I (Consecti), a qual se diferenciou por contar com a presença no ministro de Ciência, Tecnologia e Inovação, Aldo Rebelo. Na ocasião, o ministro reiterou que pretende dar continuidade aos projetos ligados ao setor e apoiar os planos regionais de CT&I, como o Plano de CT&I para o Desenvolvimento da amazônia Legal.