Alunos da Uepa conhecem o ciclo do sangue na Fundação Hemopa

17/03/2015 13h42

A turma do 6° período do curso de Enfermagem da Universidade do Estado Pará (Uepa), composta por 24 alunos, fez uma visita técnica à Fundação Centro de Hematologia e Hemoterapia do Pará (Hemopa), na manhã desta terça-feira, 17, para assistir palestras sobre o ciclo do sangue e captação de doadores, além de participar do "hemotour", que é uma apresentação dos setores do hemocentro.

Para a professora e enfermeira estomaterapeuta, Regina Ribeiro Cunha, levar os alunos de cursos da área da saúde ao Hemopa é fundamental para que conheçam o ciclo do sangue e a importância das doações voluntárias. "Trago meus alunos ao Hemopa há mais de 10 anos e acredito que isso faça diferença na carreira deles. As transfusões de sangue estão em grande parte dos procedimentos médicos e entendê-las é importante para que se reconheça sua importância", explica a docente.

"Visitar o Hemopa abre nossa mente para sermos captadores de doadores também e não só compreender como funciona o ciclo do sangue. Para que uma pessoa receba uma transfusão, alguém precisa doar sangue. Conscientizar as pessoas sobre isso é fundamental", afirma a acadêmica de Enfermagem, Monique July Ribeiro Cardoso, 20.

Monique é estagiária na Unidade Básica Programa Saúde da Familia (PSF) do Parque Verde e conta que alguns usuários do serviço desconhecem informações básicas sobre a doação de sangue e outras questões de saúde. "Agora, além de atendermos à comunidade, podemos esclarecer dúvidas sobre este assunto", completa Monique.

Segundo Juciara Farias, titular da Gerência de Captação de Doadores do Hemopa, as visitas técnicas aproximam estudantes, agentes de saúde e potenciais doadores das rotinas do hemocentro, possibilitando que se tornem agentes multiplicadores da doação de sangue. "Formar multiplicadores é possibilitar que eles próprios identifiquem, dentro das áreas onde atuam, possíveis doadores ou até mesmo pessoas que estejam precisando de sangue", diz Juciara.

Critérios

Pode doar sangue qualquer pessoa com boa saúde, que tenha entre 16 e 69 anos e pese acima de 50 quilos. É necessário portar documento de identidade original e com foto e deve estar bem alimentado. O homem pode doar a cada dois meses e a mulher a cada três. Adolescentes de 16 e 17 anos só podem doar com a autorização dos pais ou de um representante legal.

Para fazer o cadastro de doadores de medula óssea, o candidato deve estar bem de saúde, ter entre 18 e 55 anos e portar documento de identidade original e com foto.

Serviço:
A Fundação Hemopa fica na Trav. Padre Eutíquio, 2109, e realiza coleta de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 18h, e aos sábados, das 7h30 às 17h. A Estação de Coleta Hemopa-Castanheira fica no térreo da passarela Pórtico Metrópole, que dá acesso ao Castanheira Shopping, na BR-316, e funciona de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 18h, e aos sábados, das 7h30 às 17h. Mais informações pelo Alô Hemopa: 0800 280-8118.

<
Por Redação - Agência PA (SECOM)