Hemopa capacita profissionais de agências transfusionais do Estado

24/03/2015 18h59

Profissionais de 12 Agências Transfusionais (ATs) de hospitais públicos de Belém, Ananindeua, Marituba, Breves, Tailândia, Tucuruí, Parauapebas e Redenção participam, até o próximo dia 26, do Workshop Utilização de Ferramentas da Qualidade, promovido pelo Centro de Hemoterapia e Hematologia do Pará (Hemopa). A programação, aberta hoje, 24, busca promover a melhoria contínua do trabalho, cooperação e integração entre serviços hemoterápicos, com vistas à maior segurança da atividade tranfusional no Estado. A formação acontece de 8h as 17h, na sede do hemocentro.

Inserida no Programa Nacional de Qualificação da Hemorrede (PNQH), da Coordenação Geral de Sangue e Hemoderivados (CGSH), a atividade coloca o hemocentro paraense mais uma vez como pioneiro, ao trabalhar com profissionais que atuam na ponta. Ana Suely Saraiva, presidente do Hemopa, defende que a capacitação dos profissionais de ATs vem reforçar as ferramentas de gestão pela qualidade que a fundação implementa no exercício do seu papel de gestor da Política Estadual do Sangue. “Os profissionais que atuam em uma AT são elos muito críticos na cadeia doador - paciente. As atividades desempenhadas por eles refletem diretamente na segurança e qualidade do ato transfusional”, informa. 

Servidoras da AT do Hospital Ophir Loyola, a médica hematologista Ana Maria Almeida Souza e a enfermeira Leonice Assunção de Carvalho aprovaram a iniciativa do Hemopa. “Isso nos ajuda a rever nossos procedimentos e nos faz ficar alertas com relação aos padrões dos serviços que oferecemos”, afirma Ana Maria, com 37 anos de trabalho, e para quem uma AT é um dos muitos setores essenciais num hospital. Já Leonice destaca a troca de experiências com outros colegas. “Conhecemos a realidade de cada um e dessa forma podemos contribuir para o trabalho uns dos outros”.

Ligia Garcia, titular do Núcleo da Qualidade (NQ) do Hemopa e uma das facilitadoras do workshop, destaca que a importância da atividade está justamente em treinar e capacitar os servidores das ATs. “O Hemopa, na qualidade de responsável pela Política Estadual do Sangue e pela qualidade do hemocomponente que é distribuído aos pacientes, deve acompanhar a gestão dos procedimentos. Nossa intenção é que essas unidades alcancem o mesmo nível de excelência do Hemopa, que coordena a hemorrede estadual”.

Durante esta terça-feira, médicos, biólogos, enfermeiros, farmacêuticos bioquímicos, biomédicos, técnicos em Hemoterapia, Enfermagem e Patologia conheceram o Programa Nacional de Qualificação da Hemorrede e a missão do Hemopa; o controle de qualidade em imuno-hematologia; a rotina dos exames de bancada; a Portaria n° 2.712 e a Garantia da Qualidade – requisito legal de gestão.

Na quarta-feira e quinta-feira os participantes ainda verão Padronização dos Documentos da Qualidade; Método de Análise e Solução de Problemas – MASP/Gestão de Não Conformidades; Ferramentas da Qualidade; Oficinas para Elaboração dos Planos de Ação e apresentações dos Planos de Ação produzidos pelas equipes formadas.

Por Redação - Agência PA (SECOM)