Governo reitera proposta ao Sintepp para normalizar aulas na rede estadual

15/05/2015 10h48

A Secretaria de Estado de Administração (Sead) informa que todas as medidas foram tomadas pelo Governo do Estado para suspensão da greve dos preofessores, que completa hoje 52 dias e já prejudica milhares de alunos da rede pública estadual.

Com relação à presença de uma comissão do Sintepp em frente à Sead para uma suposta agenda de reunião, a Sead esclarece que não houve nenhum agendamento prévio com o Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado do Pará (Sintepp) para esta sexta-feira, 15, como vem sendo divulgado na imprensa.

O ofício assinado pelo chefe da Casa Civil, José Megale, pela secretária de Administração, Alice Viana, e pelo secretário de Educação, Helenilson Pontes, encaminhado ao Sintepp ontem, 14, deixa claro qual o posicionamento do governo para a retomada da negociação, condicionada aos seguintes pontos:

"O Governo do Estado sempre esteve aberto ao diálogo com todas as categorias, e assim permanecerá. No entanto, entende que o processo de negociação é incompatível com a interdição de vias públicas, ocupação e depredação de prédios públicos, desrespeito a decisões judiciais e estado permanente de greve."

O Governo do Estado apela mais uma vez ao bom senso dos dirigentes do Sintepp para que seja retomado o ano letivo. A greve prejudica 700 mil alunos da rede estadual de ensino, estabelece um clima de insegurança para os próprios profissionais da educação e afeta a tranquilidade de toda sociedade paraense.

Tão logo o Sintepp suspenda a greve o Governo do Estado está disposto a dialogar.

 

 

 

Por Redação - Agência PA (SECOM)