Seminário debate oportunidades de negócios entre Pará e Japão

27/05/2015 17h23
Por Redação - Agência PA (SECOM)

Os setores de turismo, alimentos processados, cadeia mineral, biocosméticos e logística são alguns dos segmentos que poderão atrair novos empreendimentos ao Pará. O assunto será debatido na próxima sexta-feira (29), no Seminário Pará – Japão, das 14h às 17h, no Palácio do Governo, entre representantes do Governo do Estado e de 25 empresas japonesas, com a presença do embaixador do Japão no Brasil, Kunio Umeda, em missão oficial no Estado desde esta quarta-feira (27).

A coordenação dos trabalhos é da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Mineração e Energia (Sedeme), em parceria com a Associação Comercial do Pará (ACP). Para aproximar ainda mais as iniciativas paraense e japonesa, nesta quarta (27) e quinta-feira (28), respectivamente, a Sedeme programou visitas técnicas aos municípios de Tomé-Açu e Barcarena, no nordeste do Estado.

O secretário de Desenvolvimento Econômico, Adnan Demachki, observa que a intenção é fortalecer os laços com as empresas que tenham investimentos para colocar o Pará na agenda de novos empreendedores. “Nossos interesses maiores são dar competitividade e ampliar mercado para o Pará”, observa Demachki, lembrando que, em 2015, Brasil e Japão celebram 120 anos de relações diplomáticas e também de irmandade entre o Pará e o país asiático.

Iniciativas – Os executivos japoneses conheceram, nesta quarta-feira, a Cooperativa Agrícola Mista de Tomé-Açu (Camta), especializada no comércio e distribuição de polpa de frutas regionais. O grupo empresarial almoçou no município, e agora à tarde também conheceu de perto a propriedade rural de Kozaburo Mineshita, que trabalha com as culturas de cacau, cupuaçu, açaí e pupunha.

“Queremos apresentar iniciativas econômicas 100% paraenses a fim de prospectar novas oportunidades de investimentos e negócios no Pará’’, destaca a diretora de Mercado da Sedeme, Lucélia Guedes. A equipe de técnicos e profissionais da Diretoria de Mercado da secretaria articulou a vinda da comitiva japonesa ao Pará, no âmbito do governo estadual junto a outras secretarias e órgãos da área de produção e gestão, além de já ter firmado parcerias com o Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) e a Federação das Indústrias do Pará (Fiepa). 

O foco é fazer do seminário da próxima sexta-feira uma excelente oportunidade para novas parcerias e negócios entre os dois governos, as instituições e as grandes empresas japonesas. “Estamos direcionando todo esse trabalho para evidenciar o que o Pará tem de melhor na expansão de investimentos e instalação de novos arranjos produtivos’’, frisa a técnica da Sedeme Lorena Aguiar.

Antes do Seminário Pará – Japão, no entanto, a comitiva japonesa irá, nesta quinta-feira, 28, a Barcarena, para conhecer as instalações e operações da Hydro Alunorte e Albras, empreendimentos industriais de mineração. Também será feita visita ao complexo portuário da cidade, considerado grande atrativo para que o Pará se estabeleça como a nova rota de exportação, com capacidade de escoamento de carga de até 2,5 milhões de toneladas de grãos por ano.