Semas embarga mais de 2 mil hectares de área desmatada em Monte Alegre

10/08/2015 17h11
Por Redação - Agência PA (SECOM)

A Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas), embargou em Monte Alegre, no oeste do Pará, 2.063 hectares de áreas desmatadas do bioma amazônico, o equivalente a cerca de dois mil campos de futebol. O dado é resultado da primeira etapa do Projeto de Desenvolvimento Sustentável, executado desde 20 de julho em parceria com as polícias Civil e Militar. O objetivo é fazer o combate sistemático ao desmatamento no Pará.

O trabalho tem a participação de mais de 20 servidores e um aparato de cinco viaturas da fiscalização da Semas e do Instituto de Desenvolvimento Florestal e Biodiversidade (Ideflor-bio), além de um helicóptero do Grupamento Aéreo de Segurança Pública (Graesp). Além das áreas embargadas, foi interditada uma serraria encontrada em uma das áreas desmatadas mapeadas, sem a devida licença de operação ambiental.

Segundo a diretora de fiscalização da Semas, Simone Linhares, os infratores responsáveis pelos desmatamentos, que foram encontrados, deram ciência da área desmatada no auto de infração e embargo aplicado pelos agentes de fiscalização. “Com essa autuação e penalidades, não será possível desenvolver nenhuma atividade econômica nessas áreas até a regularização ambiental. Os infratores não encontrados no momento da ação tiveram as áreas embargadas e serão autuados administrativamente”, explicou.

Durante a fiscalização também foi detectada pela Gerência de Monitoramento da Fiscalização da Semas a existência de uma fazenda irregular no interior da Floresta Estadual (Flota) Paru. O dono foi autuado e notificado a retirar, no prazo máximo de 30 dias, os 500 bovinos criados irregularmente dentro da Unidade de Conservação.