Colégio Militar abre inscrições e EGPA funcionará em três turnos

10/08/2015 19h03
Por Redação - Agência PA (SECOM)

Iniciaram nesta segunda-feira, 10/08, as inscrições para o processo seletivo do Colégio Militar de Belém (CMBel), que irá oferecer 42 vagas para alunos do 6º ano. A instituição irá funcionar nas instalações que atualmente abrigam a Escola de Governança do Estado do Pará - EGPA (Avenida Almirante Barroso, nº 4348, bairro Souza), onde também estão sendo realizadas as inscrições (somente presencial) dos candidatos interessados, no horário de 9h às 11h e 14h às 16h. A taxa de inscrição custa R$ 90,00 e as inscrições irão até o dia 11/09.

O diretor geral da EGPA, Ruy Martini, não vê prejuízos com a mudança da estrutura. “Vamos preservar os mesmos espaços acadêmicos que temos hoje. Não vamos comprometer nenhum de nossos projetos, nem a execução atual e muito menos o planejamento de crescimento dos cursos. Na verdade, ganhamos, porque pela localização passamos a ter oportunidade de planejar ações em três turnos, hoje trabalhamos em apenas dois. Ou seja, temos saldo positivo”, garante.

As mudanças também representam o início de uma fase de adaptação para os funcionários da EGPA. Alguns cursos em andamento serão encerrados em outubro, quando a mudança deverá iniciar. “Evidentemente que algumas ações terão o cronograma repensado porque teremos todas as instalações prontas em outubro, mas acredito que até o final deste ano estaremos estruturados e retomaremos as atividades normalmente”, esclareceu Ruy Martini. Vale reiterar que a Escola de Governança do Pará não será desativada. Apenas mudará de endereço.

Esforços - O Colégio Militar de Belém (CMBel) será o 13º Estabelecimento de Ensino do Sistema Colégio Militar do Brasil (SCMB), que atende a 15 mil jovens em todo o País. O CMBel é resultado de uma parceria entre Exército Brasileiro, governo do Estado, Prefeitura de Belém e parlamentares da Assembleia Legislativa do Estado do Pará (Alepa). O início das atividades acontecerá no dia 12 de janeiro de 2016, durante as comemorações dos 400 anos da Capital Paraense.

Para o governador Simão Jatene, o conjunto de esforços realizado para tornar o projeto realidade apenas reforça que a educação é prioridade no Pará. “Prioridade é prioridade. Educação é prioridade. E essa será uma instituição que tem como foco valores e princípios que consideramos fundamentais para a sociedade e a criação do Comando Militar do Norte. Tenho certeza que foi decisivo para a execução desse projeto”, afirmou.

A implantação do projeto se arrastava desde 2011. Em março deste ano, uma reunião no Palácio do Governo entre o general de Exército Oswaldo Ferreira, comandante do Comando Militar do Norte (CMN), e o Governador Simão Jatene confirmou a instalação do CMBel, na capital paraense. Com o projeto, o Exército Brasileiro irá atender, inicialmente, cerca de 1.500 alunos, no Pará. A partir de 2017, está previsto um crescimento gradativo do número de vagas oferecidas pela instituição. Informações adicionais e outros documentos referentes ao Concurso de Admissão poderão ser obtidos no site www.cmn.eb.mil.br.