Fapespa e Sedap lançam o Boletim Agropecuário do Estado do Pará 2015

18/08/2015 22h18

Com a apresentação dos principais resultados da agropecuária paraense, a Fundação Amazônia de Amparo a Estudos e Pesquisas do Pará (Fapespa) e a Secretaria de Desenvolvimento Agropecuário e da Pesca (Sedap) lançaram, nesta terça-feira, 18, o Boletim Agropecuário do Estado do Pará 2015, no auditório da Sedap.

O evento reuniu o chefe da Casa Civil, José Megale; o presidente da Fapespa, Eduardo Costa; o titular da Sedap, Hildegardo Nunes; a secretária adjunta da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Mineração e Energia (Sedeme), Maria Amélia Enríkez; o presidente do Conselho Regional de Economia (Corecon-PA), Rosivaldo Batista; e representantes das entidades ligadas ao setor.

A publicação inédita, fruto da parceria entre as instituições, foi apresentada pela secretária adjunta da Sedap, Eliana Zacca; e pela diretora de Estudos e Pesquisas Socioeconômicas da Fapespa, Geovana Pires. As duas trouxeram informações sobre a produção pecuária e agrícola, crédito rural, PIB, entre outros destaques, apresentando análises relativas à atividade no Estado.

A cerimônia também foi marcada pela assinatura do Termo de Cooperação Técnica entre a Fapespa e a Sedap para a elaboração das próximas edições do Boletim Agropecuário do Estado do Pará, com a proposta de fornecer dados estatísticos e análises sobre o setor no Estado. O objetivo é subsidiar a gestão pública, o setor privado e a sociedade em geral sobre as políticas referentes aos setores agropecuário e pesqueiro.

Para o presidente da Fapespa, Eduardo Costa, a expressividade do setor agropecuário paraense revela o quanto é importante e necessário investir no segmento. "Não resta dúvidas de que esta é uma atividade econômica fundamental para o desenvolvimento do Estado do Pará. A pecuária, por exemplo, predomina em 53 dos 144 municípios do Pará, que possui o maior rebanho de búfalos do Brasil com mais de 507 mil cabeças.

Eduardo Costa lembrou ainda que a agropecuária emprega mais de 700 mil pessoas no Estado. Ou seja, um setor primordial para a economia local, com capacidade de gerar inclusão social e cidadania. “Trata-se de um setor que merece receber mais incentivos. Por isso, A Fapespa e a Sedap, elaboraram este Boletim como forma de instrumentalizar o debate, o processo de formulação, monitoramento e avaliação de políticas públicas no âmbito das políticas de desenvolvimento do setor agropecuário", concluiu.

Produção - O Pará, no que diz respeito à produção agrícola, desponta como o maior produtor nacional de mandioca, pimenta-do-reino, abacaxi e dendê. É o segundo maior produtor de cacau e o quinto maior produtor de banana.

O dendê é um produto que tem a maior parte da produção estabelecida no município de Tailândia, que possui 99% de participação na lavoura permanente municipal, produção que equivale a 40% do dendê cultivado no Pará.

Outro importante cultivo para a economia agrícola do estado é o do cacau. De acordo com o secretário da Sedap, Hildegardo Nunes, a produção de cacau em 2014, superou a marca de 100 mil toneladas de amêndoas secas e, este ano, deve ultrapassar as 105 mil toneladas. “O cacau produzido no Pará está pronto para ganhar um espaço cada vez maior nos mercados nacional e internacional, além de atrair a atenção de indústrias do segmento de chocolate interessadas em se estabelecer no estado”, afirmou o secretário.

Leia aqui o Boletim Agropecuário do Estado do Pará 2015.

 

Por Redação - Agência PA (SECOM)