Inflação na região metropolitana de Belém foi de 0,66% em julho

21/08/2015 17h13

A taxa de inflação ficou em 0,66% em julho de 2015 deste ano na Região Metropolitana de Belém, segundo o Índice de Preços ao Consumidor (IPC), calculado pela Fundação Amazônia de Amparo a Estudos e Pesquisas do Pará (Fapespa) e divulgado nesta sexta-feira (21). Na taxa acumulada ao longo do ano, o IPC já chega a 8,43%. Com relação aos últimos doze meses, período de agosto de 2015 a julho de 2015, a taxa alcançou 12,56%. Em comparação a junho, quando o índice foi de 1,08%, o recuo foi de 0,42%.

Segundo a pesquisa, a retração da inflação se deve, em parte, ao comportamento dos preços de produtos com participações relevantes na composição do orçamento familiar, como alimentos e bebidas, que tiveram variação mensal de -0,19%, e vestuário, com oscilação para -0,09% no mês de julho.

As hortaliças e algumas frutas que são cultivadas no período do verão foram os itens da alimentação que mais contribuíram para a desaceleração da inflação, devido à maior oferta desses produtos no mercado. Em contrapartida, por exemplo, grupos como despesas e serviços, transporte e educação e leitura e papelaria tiveram variação acumulada no ano de 18,94%, 10,54% e 9,6%, respectivamente, representando as maiores variações nas despesas familiares.

Para o levantamento, a pesquisa considerou nove grupos que representam as mais recorrentes despesas familiares, em casas com orçamento de um a oito salários mínimos, que são: alimentação e bebidas; vestuário; habitação; móveis e equipamentos domésticos; saúde e cuidados pessoais; transportes; despesas e serviços pessoais; educação, leitura e papelaria e comunicação. A íntegra da pesquisa pode ser consultada aqui.

Por Redação - Agência PA (SECOM)