Sessão na Assembleia homenageia criação do Colégio Militar de Belém

21/11/2015 14h05
Por Redação - Agência PA (SECOM)

A Assembleia Legislativa do Estado faz na segunda-feira (23) sessão solene para homenagear o Comando Militar do Norte (CMN) pela criação do 13º Colégio Militar do Brasil, o Colégio Militar de Belém (Cmbel), com sede a ser instalada no prédio centenário que abrigava a Escola de Governança Pública do Pará (EGPA), na Avenida Almirante Barroso.

A assinatura do protocolo de intenções que formaliza a instalação do Colégio Militar de Belém ocorreu em 17 de agosto deste ano e foi feita pelo governador Simão Jatene e o comandante Militar do Norte, general Oswaldo Ferreira. A instituição será inaugurada oficialmente no dia 12 de janeiro de 2016, quando a capital paraense comemora 400 anos de fundação.

O requerimento da sessão solene, de autoria do deputado estadual Celso Sabino (PSDB), foi aprovado pelos parlamentares em caráter de urgência no último dia 13 de outubro em votação na plenária da Assembleia. O 13º Colégio Militar do Brasil é uma iniciativa do general Oswaldo de Jesus Ferreira que, em 2012, assumiu o CMN.

O deputado Celso Sabino justificou que o CMN é o mais novo grande comando operacional e o oitavo Comando Militar de Área do Exército Brasileiro com jurisdição nos Estados do Pará, Amapá e Maranhão. Na sessão solene, além da presença de autoridades do Poder Legislativo e Executivo, será feita uma homenagem ao Exército pela criação do Colégio Militar de Belém. Também será entregue ao general Oswaldo de Jesus Ferreira o título honorífico de cidadão paraense.

O Colégio Militar de Belém será o 13º estabelecimento de ensino do Sistema Colégio Militar do Brasil (SCMB), que atende a 15 mil jovens em todo o país. No primeiro ano de atividade, atenderá um total de 120 alunos, filhos de civis e militares. Historicamente, os discentes dos Colégios Militares têm se destacado em provas e concursos de nível nacional e internacional. No Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), os doze Colégios Militares existentes figuram entre os 80 primeiros lugares no ranking dos colégios públicos brasileiros, além de serem destaque na Prova Brasil e nas Olimpíadas Escolares.

A proposta pedagógica do Cmbel seguirá a do SCMB, única em âmbito nacional, o que garante a excelência por estar consolidada nos demais Estados. O modelo adotado é o moderno ensino por competências, que oferece ferramentas para que o aluno possa resolver situações da vida real, tendo como base a experiência adquirida desde 1889, quando foi criado o primeiro Colégio Militar do Brasil, no Rio de Janeiro, denominado “Casa de Thomaz Coelho”. O Cmbel pretende formar jovens criativos e autônomos, providos de competências e habilidades, indivíduos responsáveis e atuantes, verdadeiros  formadores de opinião junto à sociedade brasileira.