Teatro Margarida Schivasappa recebe neste sábado a final do Servifest

12/12/2015 10h29
Por Redação - Agência PA (SECOM)

O 14º Festival de Música do Servidor Público do Pará (Servifest) já está com a lista completa de finalistas. Na noite de sexta-feira (11), foram apresentadas as doze canções da etapa Belém e seis  se classificaram para a grande final do concurso, que ocorre neste sábado (12), a partir das 21h, no teatro Margarida Schivasappa, da Fundação Cultural do Pará (FCP).

Para a disputa, as novas canções classificadas se juntam às outras seis  já selecionadas nas eliminatórias do interior. O Servifest é organizado pela Escola de Governança Pública do Pará (EGPA) e elege as melhores composições, interpretações e arranjos feitos por integrantes do funcionalismo público.

Nos momentos que antecederam a apresentação da agente de portaria Suellen Lima dos Santos, 29 anos, servidora da Fundação de Atendimento Socioeducativo do Pará (Fasepa), a emoção e ansiedade em participar pela primeira vez do festival estavam lado a lado com a alegria em interpretar a música “Olhos Negros”, com letra e arranjos dela. “Canto desde os 12 anos de idade, com amigos e bandas da minha comunidade. Participei de um festival anos atrás, na época do Círio. Decidi não perder a oportunidade de estar no Servifest e, felizmente, a minha música foi classificada e hoje estou aqui, realizada”, disse.

“Esta edição solidifica o evento, que está ainda mais democratizado, porque podemos chegar aos municípios do Estado com a interiorização das eliminatórias. Estes servidores têm na música um hobby, e com o Servifest podem mostrar todo o potencial e talento”, afirmou o diretor geral da EGPA, Ruy Martini.

A etapa Belém, última eliminatória, levou ao palco do teatro uma mistura de ritmos brasileiros. As finalistas escolhidas foram: “Lembra Só”, de Jorge Andrade (Seduc), interpretada por Karen Tavares; “Caminhos da Paixão”, de Idalcy Pamplona Filho (Fundação Carlos Gomes), que foi premiada com o prêmio de R$ 1 mil de melhor intérprete para o servidor Romeu Júnior, do mesmo órgão; “Pelas Tormentas”, de Alfredo Reis (Secult), que levou a premiação de melhor arranjo, de R$ 1 mil; “Além de Nós”, de Marcelo Sirotheau (Sesma); “A Musa do Poeta”, de Clodoaldo Ferreira (Alepa), e “Descompasso da Espera”, de Dayse Puget (Sespa).

O público presente se mostrou entusiasmado, ora com as letras que muito das características da cultura local, ora pela animação com o ritmo dançante de algumas músicas concorrentes. O professor David José Soares, 47 anos, foi pela primeira vez assistir ao Servifest e gostou da variedade apresentada pelos candidatos. “A gente pode assistir a um show com qualidade e músicas bem interessantes. Quem sai ganhando é o público”, avaliou.

Marilda Fernandes, 29 anos, foi prestigiar a apresentação do amigo João da Hora, servidor da Sesma e um dos participantes do festival. Para ela, apreciar a cultura paraense é sempre bom. “O festival é fantástico e reúne artistas criativos, o que estimula a nossa presença”, disse. Enquanto aguardava pela apuração dos votos dos jurados, a plateia assistiu ao espetáculo "Lençóis de Cetim”, de Daniel Lima, que encerrou a noite.

Reconhecimento - O festival abre espaço para novos talentos, com foco na valorização artística de servidores estaduais e municipais. Na noite deste sábado, a final reúne as canções escolhidas no interior e na capital, que serão reapresentadas sob o olhar do júri técnico formado por grandes nomes do cenário cultural paraense. Doze servidores subirão ao palco do Margarida Schivasappa para concorrer ao prêmio máximo da noite, no valor de R$ 15 mil. Ao todo, cinco jurados, entre compositores, intérpretes e músicos, vão avaliar os seguintes quesitos: letra, música e interpretação. O segundo colocado receberá R$ 12 mil e o terceiro, R$ 10 mil. A TV Cultura do Pará transmite ao vivo o show.

Das etapas anteriores já estavam classificadas outras seis músicas, das eliminatórias regionais em Santarém e Salvaterra: “Santa Maria Del Mar Dulci”, composta por Wander Andrade, da Secretaria de Educação de Santarém; “Elegia Tupiniquim”, de Eduardo Dias, da Semec em Santarém; “Amigo Violão”, composta por Suane Correa, da Secretaria Municipal de Educação (Semed-Belterra); “Malacá Maré”, composta e interpretada por Levy Fernandes, servidor da Seduc-Afuá; “Canção A 3”, composta e interpretada por Cássio Costa da Polícia Civil de Soure, e “Noite de Lundu”, composta pela servidora Marcela Martins, da Secretaria Municipal de Saúde do mesmo município.

O público pode prestigiar as apresentações da final do Servifest retirando gratuitamente os ingressos na bilheteria do teatro Margarida Schivasappa (Avenida Gentil Bitencourt, 650, Nazaré). O show de encerramento será com o cantor Arthur Espíndola, com o espetáculo "Tá Falado".